quarta-feira, 8 de junho de 2022

É quase inverno...

O sol já nasceu... Eu nem vi...
Haviam tantas nuvens escuras
Assim não percebi, nem senti
Seu calor que é poderosa cura!
.
O infinito estava tão cinzento 
Criando nos meus olhos um véu
Meu olhar se vestiu de tormento
E não consigo admirar o céu...
.
Já é quase inverno. Chove lá fora
Dentro de mim encontrei alegria
E no meu coração tem amor agora!
.
Meu corpo quer o teu como cobertor
Doce excitação, deliciosa agonia
Que me impedem de desistir do amor 
.
Nádia Santos 
07/06/22

terça-feira, 24 de maio de 2022

Coração fechado

Trago o peito carregado de paixão 
Repleto do mais puro sentimento
E para não sufocar o meu coração 
Solto um pouco ao meu amigo vento
.
No pensamento vives como um verso
Alimentado por torturante indiferença 
E tudo daria desse infinito Universo
Para ofertar minha amorosa presença 
.
Se não lhe comove a minha paixão 
Que consome dia a dia minha alma
Como pó solto ao vento, mudo a direção 
.
Desejei fazer um ninho no teu coração 
Com pureza, reciprocidade e calma 
Mas o encontrei não receptivo à emoção. 

Nádia Santos 
24/05/22

quinta-feira, 19 de maio de 2022

Jardim do amor

Fecho meus olhos e viajo no jardim
De minha alma... o meu mundo!
De beleza sem igual, sem fim
Onde encontro meu Eu profundo...

No meu jardim é mais azul o céu 
É mais vibrante o dourado do sol 
Meu olhar é límpido, não há véu 
No fim de tarde é lindo o arrebol!

Há flores... É sempre primavera
Borboletas voam por todo lado
Em cada rosa pousa um beija flor...

Como uma loucura, uma quimera
Estás no meu jardim encantado
E transborda meu coração de amor!

Nádia Santos 
19/05/22

terça-feira, 3 de maio de 2022

Beijos

Quero todos os teus beijos!
Não somente um nem dois
mas centenas. Que minha
boca nunca se canse da tua,
que é para a minha a cura.
Porquê os teus lábios é minha
fonte infinita de paixão
e de deliciosas loucuras.

Nádia Santos

É quase inverno...

O sol já nasceu... Eu nem vi... Haviam tantas nuvens escuras Assim não percebi, nem senti Seu calor que é poderosa cura! . O inf...