quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

A luz que vem de ti


A alegria que sinto em estar contigo
Causa-me uma paz inexplicável
Faz meu coração de felicidade sorrir
Trás à alma sensação inigualável

Percebo intensa luz na tua áurea...
O bem que transborda do teu coração
Do teu lado o tempo passa suavemente
Teu carinho enche minh'alma de emoção

Com o mar cantando incessante para nós 
As ondas bailando graciosamente
O mundo pára e ficamos assim, à sós...
Eu, tu e o amor, abraçados, ternamente

Nádia Santos
01/12/16

7 comentários:

  1. Uma bela poesia como sempre por aqui encontro...Muita ternura em suas palavras.

    ResponderExcluir
  2. "O amor remove montanha".
    Teu poema traz a luz
    A tua arte tamanha
    Ao provérbio faz jus.


    Grande abraço. Laerte.


    ResponderExcluir
  3. "O amor remove montanha".
    Teu poema traz a luz
    A tua arte tamanha
    Ao provérbio faz jus.


    Grande abraço. Laerte.


    ResponderExcluir
  4. Lindo, maravilhoso, terno. Amei

    Beijinhos
    Bom fim de semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. Lindo poetar Nádia.
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  6. Melhor que amar é ser amada né?

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  7. Boa noite querida Nádia!
    Um poema suave e cheio de ternura... lindo!
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos