quinta-feira, 19 de maio de 2016

Arrumando a gaveta


Hoje fiz uma faxina na minha gaveta de sonhos. Haviam tantos...  alguns que eu nem lembrava mais:
Alguns já velhinhos, mas continuavam firmes, como a me dizer "tudo é possível"... De outros comecei a sorrir de tão bobos que eram e até me perguntei como pude sonhar algo assim... mas eram outros tempos. Haviam alguns tristes, eram sonhos que abandonei, por saber que não seriam realizados. Eles me olhavam com um jeitinho doce, como se pedisse uma oportunidade mas resolvi deixá-los, no fundo da gaveta... Afinal eu acredito em milagres. Mas encontrei alguns sonhos mortos... tadinhos.... Esses carinhosamente acarinhei e joguei ao ventos... Também deixei ir os sonhos passageiros, todos batendo as asinhas, de um lado para o outro da gaveta, como passarinho engaiolado pedindo liberdade... e eu os deixei ir, pois já não fazia mais sentido mantê-los. Divertidos são os sonhos fantasias... ousados, atrevidos, ardentes, intensos e que são tantos! Junto com meus sonhos de amor, deixam a gaveta iluminada, em festa e meu coração feliz. São eles que dão cor aos meus dias, que me alegram quando a tristeza quer se aproximar. E assim, organizei um pouco minha preciosa gaveta, que sempre terá espaço reservado para novos sonhos que certamente irão nascer, porque sonhar... é preciso!

Nádia Santos

6 comentários:

  1. Nádia
    Nunca devemos esquecer os sonhos, que devem estar sempre guardados nas gavetas do coração a esperar que novos se lhe venham juntar.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Devemos apenas guardar o que foi bom.
    Texto muito lindo e sensível!

    Beijoos
    Anjinha Sexy

    Visite: Prazeres e Carinhos Sexuais Obrigada

    ResponderExcluir
  3. Olá amiga
    Todos os sonhos fazem parte da vida. Mas, realmente devemos guardar os bons. A vida é feita sempre de novos sonhos, há que realiza-los!

    Beijo, bom fim de semana.
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Palavras preciosas e com uma expressividade maravilhosa. Parabéns pelo belíssimo blog.

    ResponderExcluir
  5. Poesia
    .
    .
    Cada instante da poesia
    é uma nova viagem,
    mesmo que o assunto
    seja o mesmo de sempre...
    .
    .
    Francis Perot

    ResponderExcluir
  6. Oi Nádia,
    A minha gaveta esta quase vazia, até os sonhos estão me abandonando. Dá uma passada por lá para ler meus escritos de hoje, não tem comentários
    Beijos
    Minicontista2

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos