sábado, 30 de abril de 2016

Encantamento


Mãos que tocam suave a pele
Despertando incontidos desejos
Que vão se tornando crescentes
Enquanto o corpo cai em devaneios

Boca que beija tão insinuosa
Desejando tanto se pronunciar
De maneira lenta e silenciosa
Falando do desejo de amar...

Olhos sorrindo de felicidade
Enxergando além do momento
Perdidos entre anseios e vontade
Amando-se além do pensamento

Mistura de encantamento e magia
Surpresas carregadas de emoção
Despertando a chama e a alegria
Fazendo pulsar acelerado o coração.

Nádia Santos
30/04/16



4 comentários:

  1. Nádia.. querida amiga poeta....
    Que belo poema.. o encantamento é mesmo assim... carregado de doçura.
    Delícia te ler!!!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Nádia Santos
    Maravilhoso, o teu poema! Já tinha saudades.
    Beijinho e feliz dia da Mãe.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Encantamento...que a mais das vezes não é mais do que isso e nos faz perder a sombra do que admissível podia ser.
    Bravo

    ResponderExcluir
  4. Quando os desejos de amar afluem ao nosso pensamento tudo é possível e permitido. Viva o amor

    Sinto saudades suas

    .
    Deixo cumprimentos

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos