segunda-feira, 21 de março de 2016

Mais uma vez...

Te imaginei por toda essa
existência  e enfim você  chegou,
pra tão logo partir...
Ou você nao me sentiu com
a alma ou eu me enganei...
mais uma vez...

Nádia Santos

11 comentários:

  1. Que homem privilegiado é esse que tem um amor assim e não consegue ou não pode corresponder...

    Beijinho!

    ResponderExcluir
  2. Pois, espero que seja só, um poema. Gostei!

    Beijo e uma excelente semana.

    Coisas de Uma Vida 172

    ResponderExcluir
  3. sempre exigentes...por vezes demais, que assustam!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. É sempre triste a partida, e, mais triste ainda quando não sentem como nós.
    Poético.
    Beijos, linda...

    ResponderExcluir
  5. Em se tratando de sentimentos, pelo menos eu, estou sempre a me enganar, amiga!

    ResponderExcluir
  6. E... Então é porque não havia verdadeiro amor. Apelativo poema.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Quando se chega, se promete, e depois se parte, é porque as promessas eram falsas. E se as promessas eram falsas, o seu mensageiro, não pode deixar saudades.
    .
    Cumprimentos

    ResponderExcluir
  8. Muito bom estes versos, parabéns.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. São os encontros e desencontros do coração. Como eu entendo essas chegadas e partidas de alegria... e dor

    Saudades suas

    Feliz Fim de semana

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos