sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Silenciosamente

Amo a natureza!
Gosto de conversar com a lua,
Com as estrelas,
Com a chuva e com o mar...
Eles me entendem e suportam
Minhas mudanças de humor,
Minhas loucuras...
E não me recriminam,
Quando choro, silenciosamente...
Com vontade de te ter,
Te abraçar, te beijar ardentemente

Nádia Santos

6 comentários:

  1. Quando o amor se ausenta.
    Quando vem esta saudade do aconchego.
    É melhor fazer poesia amiga e deixar,
    que os pensamentos evoluem
    Meu abraço com carinho,
    Bjus

    ResponderExcluir
  2. Lindo! Parabéns Nádia.

    Beijo.Bom fim de semana
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Minha linda, quando beleza e intensidade em seus versos.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. Olá, querida Nádia
    O poeta ou a poeta consegue compreender que a natureza tem empatia com nossa natureza... A Graça supõe nossa natureza...
    Bjm primaveril

    ResponderExcluir
  5. Que lindo amiga!!! E que bom te ver inspirada e compondo!!!
    Beijos

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos