quarta-feira, 3 de junho de 2015

Superação

Tornei-me uma profissional
Experiente e caprichosa
(coisas que a vida me impõe,
Ou será que atraio?) na arte
De juntar os pedaços desse coração
Tão delicado como o cristal, 
Mas forte como o aço,
Que tantos se aproximam
Apenas para jogá-lo no chão
Deixando-o em vários pedaços
Sem nenhuma compaixão...
Mas ele é teimoso e ao poucos
Se regenera... Logo, logo fica
Novo e para amar, novamente,
Ele se supera e... espera.

Nádia Santos

6 comentários:

  1. É preciso que seja assim, sempre se superando.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Um poema cheio de tantas verdades.. Muito lindo
    Beijinhos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Nádia, um poema cheio de força, esperança e a denotar alegria de viver, Quem é sentimentalmente romântico, gosta de certeza.
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Nádia,
    Já fui no Quadras, mas é aqui que superou seus sentimentos
    Lindo amiga
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Belo poema, amiga Nádia! Um abração. Tenhas um lindo feriado.

    ResponderExcluir
  6. Teu coração é magnânimo Nádia. Soberbo, Puro, Incessante e Forte.

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos