sexta-feira, 17 de abril de 2015

Quando à tardinha...


Hoje lembrei de ti meu querido
Na hora mansa quando à tardinha
O sol se vai e fica o céu escurecido
Também eu, pensativa e sozinha...

Encanta-me esse instante de magia
Quando lento se desvanece o sol
Todo meu ser é tomado de alegria
Assistindo o deslumbrante arrebol

Hora mágica... Hora de reflexão...
A natureza lentamente adormece
Chega a lua e domina a escuridão
E eu com a solidão, que me aquece

Nádia Santos

11 comentários:

  1. Boa Noite Amiga.
    Lindo e triste ao mesmo tempo.
    Eu pouco tenho feito visitas mais quando posso venho ler seus poemas
    que gosto muito.
    Desejo um feliz final de semana beijos.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia poetisa querida.. e que hora boa esta para lembrar ou estar com a pessoa amada..
    se não podemos estar que possamos sempre versar para ela.. bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá Amiga
    Tu sempre a maravilhar.nos com maravilhosas poesias.

    Bom fim de semana
    Beijos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Lembranças nessa hora da tardinha,deixa-nos refletir sobre o nosso passado e da pessoa amada.
    Adorei Nádia.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  5. Nádia.....o fim da tarde é o fim de um novo dia.... ou melhor é a preparação para o início de um novo dia....!!!!
    E o dia seguinte te encontra linda, maravilhosa, cheia de amor para dar...
    Lindo teu poema, com uma nota de tristeza... aquela que caracteriza todos os poetas...

    ResponderExcluir
  6. É um gosto enorme visitar um cantinho poético tão sedutor como este aqui. Um fascínio de poema que adorei ler e reler.
    Bom fim de semana
    Deixo cumprimentos
    .
    http://deliriosamoresexo.blogspot.pt/

    http://deliriosdeamoresexo.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  7. É um gosto enorme visitar um cantinho poético tão sedutor como este aqui. Um fascínio de poema que adorei ler e reler.
    Bom fim de semana
    Deixo cumprimentos
    .
    http://deliriosamoresexo.blogspot.pt/

    http://deliriosdeamoresexo.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  8. Suave aceitação da ausência de alguém...
    Muito bonito, Nádia.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. lembrar é bom...quando acreditamos que vale a pena lembrar e nos lembram!

    ResponderExcluir
  10. De tardinha é assim mesmo... bate umas saudadesssss.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Nádia,
    Ao fim do dia é quando a falta é mais sentida e a saudade cresce.
    bj

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos