domingo, 5 de abril de 2015

Noites vazias

Nessas noites vazias
Tão repletas de nada
Dolorosamente frias
De longa madrugada

Veste-se minhas mãos
De outras imaginárias
Alimentando a ilusão
Que não estão solitárias

Tentando assim aquecer
Minha pele quente e nua
Aliviando esse sofrer
De tanto querer ser tua

Nádia Santos
31/03/15

5 comentários:

  1. Nádia..... adorei teu novo design... você está com uma beleza de um frescor impressionante... uma beleza delicada, pura e terna...adorei teu poema.....
    Obrigado pela amizade!!!

    ResponderExcluir
  2. Pois!! Lindo, mas como sempre...O Vazio!

    Páscoa muito feliz
    Beijo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Essas noites vazias é que deveriam terminar.rsrs
    Lindos versos.
    bjs amiga Nádia e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  4. é verdade...por vezes apetece-nos GRITAR!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos