quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Esses olhos teus (meu amor)

Esses olhos teus que amo tanto
Vieram iluminar o meu caminho
Enxugar dos meus o meu pranto
Repleto de afeto e muito carinho

Fez dissipar as nuvens pesadas
Que escureciam todo meu céu
Sentindo-me triste e desolada
Trazia no olhar um denso véu

Mas a alegria veio enfim reinar
Quando mergulho no teu olhar
Ficam os dias repleto de ternura

Vão embora, enfim, as incertezas
És meu querido... minha riqueza
Remédio para meu mal, minha cura

Nádia Santos

7 comentários:

  1. O AMOR É LINDO!! ADOREI !!!

    Beijinhos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Belo soneto, amiga Nádia. Um abraço. Tenhas uma boa noite.

    ResponderExcluir
  3. Só quem é apaixonada pelos olhos do amado, se sente contagiar com essa lindeza da tua alma poeta!

    Beijoo'o
    flores-na-cabeca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Bom dia querida Nádia.. os olhares, atrevidos, tímidos.. seja como forem não tem como não se apaixonar.. pois eles transbordam o amor.. beijos meus querida poetisa.. até sempre

    ResponderExcluir
  5. Amar... e amar e amar... Viva o amor!...

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos