terça-feira, 21 de outubro de 2014

Deixa-me viver



Ela chega bem de mansinho e envolvente
Causando, lentamente, frêmitos constantes
Pouco a pouco vou sendo tomada de agonia
E meus doces versos vão perdendo a alegria

Seus abraços são tão apertados que sufocam
Parecem verdadeiramente que me acorrentam
Esqueço tudo de bom, foge de mim a felicidade
Só penso tristeza, desencontros, tudo é saudade

Da minha boca foge a doçura, agora triste
Só gritos mudos... Nos olhos só lágrima existe
Cansados da solidão, que agora me faz sofrer...

E a solidão veste-se sempre de noite escura
Aumentando ainda mais essa minha tortura...
Espero o nascer do sol... deixa-me viver...

Nádia Santos

18 comentários:

  1. Bom dia Nádia

    Parabéns pelo teu poema. Lindo demais.
    A saudade é uma tortura.

    Beijinhos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, Nádia, como sempre, poema forte, que cheira a emoção verdadeira, sentida na carne e na alma.
    bj amigo

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, Poema de sentimentos fortes, escreve uma bela poesia que reflecte bem a inimiga solidão, por vezes tema em ficar.
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. oi Ná

    Cheio de emoção e desejos.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não fosse assim, não seria eu... né! rsrsr
      Bjus Bell

      Excluir
  5. Emoção...ternura..um grito que espera ser ouvido pela pessoa amada....Muito bonito

    Deixo um beijo de felicidade.

    ResponderExcluir
  6. Maravilha de soneto. Nádia participo de um site só de poetas. Caso deseje registra-se deixo o link abaixo pra você.
    http://encontrodepoetaseamigos.ning.com/main/authorization/signIn?target=http%3A%2F%2Fencontrodepoetaseamigos.ning.com%2F

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo convite querida, já estou lá, bjussss.

      Excluir
  7. Um soneto maravilhoso, mas a sudade sempre traz tristeza e o coração chora, porém, a vida cointinua.
    Beijos, Élys.

    ResponderExcluir
  8. Olá Nádia, tudo bem com você?

    Hoje vim até aqui para te convidar a responder uma TAG, deixo aqui o link ( http://www.massovita.com/2014/10/nova-tag-one-lovely-blog.html), ficarei feliz em ler suas respostas.

    Espero que aceite!

    Bjks
    My

    ResponderExcluir
  9. Lindo e ao mesmo tempo triste poema, é o cotidiano de muitas pessoas hoje em dia, não sei bem o que há de errado com a humanidade, mas parece que apesar de estamos sempre no meio de muitas pessoas, parece que sempre estamos sozinhos ...

    O que será que está falando ao mundo?

    Bjks Nádia!
    My

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A maioria das pessoas não queem se sentir presas a outras. Bjusss e obg Minda querida.

      Excluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos