quarta-feira, 1 de outubro de 2014

De tanto falar de ti


Adormeci chorando e cansada
De tanto falar de ti para a lua
Ela ouvia-me atenciosa, calada
Dizer o quanto eu quero ser tua

Esperei o sol, cedinho aparecer
Também para com ele sobre ti falar
E para ele finalmente me aquecer
Pois a noite fria ficou a me abraçar

Falei dos meus sonhos de amor...
Das fantasias, para um passarinho
Que cantava feliz e com fervor!

Pedi que ele cruzasse o espaço
Para levar a ti meu recadinho:
Que preciso amor, do teu abraço.

Nádia Santos
24/08/14


7 comentários:

  1. Sempre o Amor....E não há nada melhor. Lindo como sempre

    Beijinhos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Olá! Foi abraçada pelas poéticas palavras, e num soneto realizou seus sonhos! abração

    ResponderExcluir
  3. Que lindo Nádia! Mulher apaixonada é bem assim, pára tudo, e os passarinhos que de canto, entendem e sabem, escutam a vibração encantadora que sai do amor de uma mulher. bjinho, parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Nadia,
    Doeu até minha alma ao ler sua poesia. Vá voando atrás desse amor para o encontro da felicidade.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  5. Lindo de pensar..maravilhoso de imaginar

    Deixo cumprimentos
    .
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  6. Belo soneto, amiga Nádia. Um abraço. Tenhas uma linda tarde.

    ResponderExcluir
  7. ´Quem sabe de tanto falarmos de amor, ele resolve aparecer e ficar, não é mesmo?

    Nádia, obrigada pela visitam espero te ver mais vezes pelo Bem me quer!!
    Quanto ao teu blog, estou devorando tuas palavras, já passo a conhecer os outros!!

    Beijoo'os

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos