domingo, 14 de setembro de 2014

DIFERENTE


Não sou e não quero ser normal!
Todos os dias ser a mesma?!
Agir e pensar todo dia igual...
Nossa! Que monotonia!
Ser sempre certinha.
Andar sempre na linha...
Só de pensar, me enfastia!
Não tenho medo de mudança,
Não suporto intransigência!
Minha mente está sempre aberta,
Gosto de novas experiências!
O feio pode passar a bonito,
O não pode virar um sim,
O indecente pode ser revisto...
Pouco importa o que pensem de mim.
Sou como as quatro estações:
Ardente e quente como o verão.
As vezes triste, chorosa...
Como tardes de inverno...chuvosa!
Noutras sou melancólica...
Como as tardes de outono.
Mas a maior parte dos dias,
Sou como a primavera...
Cheia de vida e alegria!
O mundo me pede transformação...
E eu mudo! Mas não mudo a essência.
E com cuidado, para não perder a razão.
Apenas me informo e...
Informada, me transformo...
Transformada... sou diferente,
Sou especial, sem igual...
Ah! o que não quero é ser normal!

Nádia Santos

4 comentários:

  1. Bom dia Nádia
    Olha amiga, lindo de mais.. Amei. Sabes, penso nisto tanta vez...
    Mas tu descreveste tão bem este sentimento. És brilhanta.

    Beijinhos e uma boa semana.

    Coisas de Uma Vida 172

    ResponderExcluir
  2. Estimada, Nádia Santos.

    Mas, o que é ser normal ?
    E a rebeldia, é causada pelo tempo ou pela ação da alma ?
    Amei o texto. Gosto, dessa desconstrução, do emocional.
    Mais, uma vez, parabéns Nádia.
    Beijo na alma.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom dia minha querida poetisa...
    é como o pai sempre diz.. se tudo fosse igual e fossemos todos normais o mundo não teria graça rsrs..
    todo dia temos de fazer algo diferente de sermos diferentes de ontem..
    beijos de bom dia e até sempre

    Lapidando Versos

    ResponderExcluir
  4. Olá, Nádia.
    Normal demais é chato pacas!

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos