terça-feira, 5 de agosto de 2014

Musa


Desejava ser a musa de um poeta...
Não aquela inalcançável, inatingível;
Não aquela de seus sonhos
Nem um desejo impossível!
Desejava ser a musa de um poeta...
Mas aquela real... palpável!
Aquela com quem ele realizasse
Suas fantasias ardentes;
Aquela que a cada beijo trocado
E após cada noite de amor
Ele pudesse desfalecer feliz,
Recebendo doces carinhos, 
Em seu corpo cansado e saciado...
E que a cada amanhecer
Ele, ao despertar encontrasse,
Não apenas a musa, ao seu lado
Mas também a mulher e a amante
Toda sua, envolvida nos seus braços.
- Desejava ser...
Tua musa, meu amor.

Nádia Santos
05/08/14 

9 comentários:

  1. Belissimo, Nádia Santos
    Um gosto que gostaríamos de ter

    Beijos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Oi Nádia nós sempre queremos ser musas inspiradoras dos poetas.
    Mas,acho que um pouco nós já somos.rsrs
    Muito lindo.

    bjs amiga e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Posso até já ser e nem sei ...
      Mas gostaria de saber.
      Bjinhos Carmem.

      Excluir
  3. Eis um bom desejo, um desejo poético bem descrito. Um abraço. Tenhas uma boa tarde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queria muito ser Dilmar e saber é claro rsrsr
      Delícia inspirar versos para alguém.
      Bjus e obg

      Excluir
  4. Você musa de um poeta? Tadinho vai morrer de fome, pois você ao lado dele, não terá terá tempo para escrever poesia.kkk
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah amiga, claro que deixava ele com um tempinho pra escrever rsrsrsrsrsr
      Bjusssss

      Excluir
  5. Muito bonito, Nádia! Parabéns ;)
    E realmente, pode ser muito bom estar nos sonhos e no pensamento de alguém, mas não há nada melhor do que estar presente na sua realidade!

    Beijo grande

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos