sábado, 7 de junho de 2014

Longas madrugadas


Durante as longas madrugadas
Seja quente ou fria, sozinha
Sem carinho, sem amor
Vou vivendo dos momentos
Tão poucos que tivemos
Mas que marcaram meu ser..
Vou brigando com as horas
Abraçada ao tempo, implorando
Para que passe depressa...
Com meus olhos fechados
Tento enganar minha vontade
E meu desejo de ti...
Olhos cerrados, sem dormir...
Vou assim fazendo de conta
Que tu estás meu amor, 
Bem juntinho a mim
Até que chegue a aurora... 
E com meu corpo já cansado, 
Adormeço, entregando-me de vez 
A saudade do teu, que me devora.

Nádia Santos
07/06/14

9 comentários:

  1. Dolorosamente belo...
    Nádia, amiga, um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Saudade que faz sangrar o coração. Belo, Nádia! Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Nádia

    Quanta saudade!! E se a saudade dói, dói mesmo.. Amei o poema.

    Tem um Domingo Feliz.

    Beijos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Muito profundo este teu texto. Adorei!
    Beijinho

    ResponderExcluir
  5. Que noites são estas que o sono parece nos fugir,
    mas que a poesia se delicia e nos leva madrugada a dentro.
    Muito lindo Nádia.
    Uma boa semana a voce.
    Meu abraço com carinho.
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Nádia: Começo a não saber o que dizer aos teus sublimes poemas, sempre belos e cheios de amor.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
  7. Oi Nádia!
    Que saudade doída atravessou o computador.
    Recebi...lindo,
    Obrigada
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  8. OI NÁDIA!
    UM POEMA LINDO, REPLETO DE SENTIMENTOS, QUE CABE NO CORAÇÃO DE QUEM O LÊ, QUANDO SE SENTE QUE SAI DO TEU.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá poetisa Nádia, e que tudo esteja bem contigo!

    Tão intenso, tão dorido, mas, é também deveras belo este teu sentir tão intenso cá compartilhado, obrigado!
    Ainda que após longo afastamento, cá estou eu novamente encantado com mais este teu belo sentimento escrito, e agradecido por compartilhar, também por tuas sempre tão gentis visitas e comentários que deixa por lá, e assim após o prazer de cá estar me vou deixando além do agradecimento, o meu desejo para que seja sempre deveras intenso e feliz este teu viver e amar, um grande abraço e, até mais!

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos