sexta-feira, 9 de maio de 2014

Procuro teus olhos

Procuro no véu que encobre
O tempo lento, na escuridão
Que tanto assombra, teus olhos
Para iluminar meu coração

Esse doido coração que no peito
Arde qual uma fogueira ardente
Desejando amor os teus carinhos
E os beijos molhados e quentes

Mas até a lua que a noite enfeita
Sumiu e todos meus apelos rejeita
E reprimo o desejo que aflora...

Tristonha e desolada adormeço
Na madrugada de saudade padeço
Esperando que chegue a aurora...

Nádia Santos
09/05/14

6 comentários:

  1. Oi Nádia
    Linda poesia
    Parabéns pelo dia das mães
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  2. [...]

    ir profundamente ao cuidado da outra pessoa...sonhemos!


    beij0

    ResponderExcluir
  3. Olá, Nádia.
    Vim até aqui, para lhe desejar um Dia das Mães, com alegria. ( domingo - 11/05 ).
    Independente, de ser ou não, um tempo de saudade ( é o meu caso ). Os meus desejos de saúde e paz.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Nádia, o poema é belo , como sempre . Aproveito para lhe desejar um alegre e abençoado Dia das Mães . Beijos , amiga .

    ResponderExcluir
  5. Que bonito Nádia.
    Adorei


    Beijo e um bom Domingo.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  6. Quantos segredos e misterios carregam um olhar e como muitas vezes mergulhamos neles para uma linda viagem.
    Abraços
    Beijo.

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos