domingo, 18 de maio de 2014

Falando de amor

Vejo a tarde cair vagarosamente
E com ela revivo ilusões imensas
Tantas que tive e que dolorosamente
Causaram ao coração dores intensas

Vejo o revoar de pássaros aos ninhos
Cantando cada um sua bela canção
Enquanto meu coração tão sozinho
Anseia falar de amor ao teu coração

E ao teu coração desejava agora
Falar dessa paixão que me devora
Provocando alegria e inspiração...

E enquanto o sol deitava de mansinho
Contigo abraçada e com todo carinho
Sentiria juntinho do meu, o teu coração.

Nádia Santos
17/05/14

9 comentários:

  1. Um romântico soneto, assim, numa tarde de domingo, é mais que tentador...Que belo!
    Beijos, Nádia, boa tarde de domingo e uma feliz semana...

    ResponderExcluir
  2. Nádia: Lindo e romântico um belo poema de amor. Boa Semana,
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
  3. Oi Nádia,
    Tudo que escreve é lindo, o triste fica alegre e nos inflamos de alegria.
    Bom domingo para você.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  4. olá amiga, belo soneto, realmente eu adorei muito bom mesmo, parabéns pela inspiração, bjos

    ResponderExcluir
  5. Nádia , poema terno e cheio de saudade . Gostei . Muito bonito , amiga . Beijos

    ResponderExcluir
  6. Boa noite Nádia

    Lindo poema de Amor, como nos habituastes.... amei.


    Beijinhos..

    ResponderExcluir
  7. Lindo, triste, compreensível...
    Nádia, beijos!

    ResponderExcluir
  8. E falas tão bem do amor.
    Apesar da dor e da solidão de um coração pronto para amar.
    Gostei imenso do teu poema.
    Tem uma boa semana, querida amiga Nádia.
    Beijo.

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos