sexta-feira, 16 de maio de 2014

Alma ardente


Ah meu amor...
Minha alma por ti desatinada
Apaixonou-se perdidamente
E agora surpreendida
Deseja-te desesperadamente!

Ah meu amor...
Essa minha alma ardente
Louca por tanto te querer
Deseja estar ao lado da tua
Para que seja feliz o meu viver

Ah meu amor...
É à noite que minha alma
Sai enlouquecida à tua procura
Deixa-me prostrada e nua
E vai ao teu encontro, sua cura!

Nádia Santos
14/05/14


7 comentários:

  1. De desejo em desejo até à satisfação final

    É assim o coração de quem ama

    Lindo poema

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Poemas sempre lindos e sensuais.
    bjs amiga Nádia e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde querida poetisa.. e como tua alma arde hein srsr és a própria salamandra o deva do fogo srs.. mas realmente que alma não arde com o amor que quer entrar e ficar.. beijos e até sempre

    ResponderExcluir
  4. Boa noite Nadia

    Coração sofre... mas na hora certa tudo dá certo. Poema simplesmente fabuloso!


    Beijo, bom fim de semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. OI NÁDIA!
    MUITO BONITO.
    GOSTO MUITO DE TUA FORMA INTENSA E FORTE DE ESCREVER.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Oi Nádia,
    Você escreve com todas as suas vísceras e meu coração dói ver tanta tristeza em você. Mas haverá um dia o Sol aparecer para brilhar sua vida e o inusitado chegará: um grande amor que a tomará no colo para fazê-la muito feliz.
    É o que deseja meu coração.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos