terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Toda noite grito


Nem mesmo essa tortura
E a certeza de não te ter
Não me causa amargura
Nem entristece o meu ser

Minha alma apaixonada
Não consegue te esquecer
Vai seguindo resignada
Sufocando intenso querer

Te amo e toda noite grito
Espalhando amor no infinito
Quem sabe ouvirás, talvez...

Alimentando minha fantasia
Ouço tua voz em linda magia
Dizer eu te amo... outra vez...

Nádia Santos

7 comentários:

  1. Olá amiga, estou passando para fazer um convite antecipado. No dia 01-02-14 o meu blog estará completando dois aninhos e neste dia estarei lançando o TROFÉU CULTURAL, será um prazer te ver lá participando da festinha e escolhendo o seu troféu.
    Estou me antecipando com as visitas, uma vez que na minha cidade está acontecendo a festa do Padroeiro, visitas em casa e dia 01, volto ao trabalho, desta forma para visitar a todos ficará difícil no dia.
    Abraços uma linda noite!
    Profª Lourdes Duarte
    http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Nádia

    Muito Amor neste soneto... AMEI
    Beijinho

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Bom dia querida Nádia,
    Soneto lindo e ao mesmo tempo triste de amor e solidão
    Mas um dia tudo vai mudar... com certeza
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  4. um verdadeiro amor a gente nunca esquece.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  5. Bom dia querida!

    Estou passando para deliciar-me desse soneto lindo, com uma
    pitada de melancolia mas muito belo.
    Amiga um abraço em seu lindo coração!!!

    Uma quarta-feliz!!!

    Maria Machado

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Nádia

    Lindo!

    As idas e vindas do amor.

    beijos meus

    ResponderExcluir
  7. Lindo e um pouco triste.
    Quanto mais o tempo passa,mais ele sobrevive no coração.
    Mas a esperança é de encontrar um novo amor.
    bjs amiga Nádia.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos