sábado, 25 de janeiro de 2014

Senhora realidade

Dá-me agora licença, por favor
Caríssima senhora realidade!
Quero de momentos desfrutar
Distante de tuas duras verdades

Preciso sonhar, é necessidade!
Vou deixar-te por breves instantes
Senão esse meu pobre coração
Se entregará a delírios angustiantes

Voarei bem alto, com os pássaros
Com toda liberdade para sonhar
Sentarei feliz numa linda nuvem
Esperando o sol enfim se deitar

E quando surgir a linda lua
Contarei para ela meus sonhos
E com as estrelas nos ouvindo
Ficará meu coração risonho

Enfim, nos braços de um anjo
Voltarei à realidade extasiada
Doidamente apaixonada e feliz
Com a alma leve e exaltada!

Nádia Santos



5 comentários:

  1. Olá, tudo bem ?
    Hoje é feriado na Cidade de São Paulo - Brasil. Uma cidade onde tudo é longe, e tudo é perto, ao mesmo tempo. Ainda assim, uma selva de pedra, acolhedora e agradável, ao olhar poético.
    É com este espírito, que lhe saúdo, desejando, um fim de semana muito bom.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde Amiga

    Muito desejo está neste poema maravilhoso. Gostei muito

    Beijo
    Bom fim de semana

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Lindo demais amiga Nádia!
    Bom final de semana.
    bjs
    Carmen Lúcia

    ResponderExcluir
  4. Poema maravilhoso.

    Bom fim de semana
    Deixo um beijo

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos