quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Sem te sinto um vazio

Sem te perdem o brilho e ficam 
entristecidos os olhos meus, 
de tanto que em vão, 
ficam enlouquecidos e
aflitos à procura dos teus...

Sem te ficam caídos, inúteis
e sem forças os meus braços,
que querem intensamente
 te apertar, sentir o carinho
e o calor do teu abraço...

Sem te minha boca emudece,
silencia totalmente, pois
de desejo minha língua se
apetece, querendo beijar
a tua ardentemente...

Sem ti minhas pobres mãos
parecem mortas, entram em
um estado de angústia e sem
sentir emoções, vão aos poucos
perdendo toda a volúpia...

Sem te sinto um vazio, 
no meu corpo a inquietação
impera, desejando o teu 
insano e todo se desespera 
para ti dá essa paixão
sussurrando que te amo!

Nádia Santos
22/01/14




7 comentários:

  1. Oi minha querida, vim agradecer a visitinha, obrigada, viu...

    Nossa, teu blog ta lindo, cada poesia de tirar o folego...rsrs

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Um belíssimo poema, onde o amor é exaltado, na sensualidade de uma poesia elegante, suave e sublime...

    Beijinhos Nádia!!!

    ResponderExcluir
  3. Amiga Nádia, passando por aqui para apreciar tua arte. Um abraço. Tenhas uma boa noite.

    ResponderExcluir
  4. Oi Nádia, saí e cheguei agora pouco.
    Como sempre sua poesia é linda e sensual
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Nádia


    Maravilhoso .. será esse vazio preenchido brevemente?

    Beijinhos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  6. Brutal, este poema! Adorei!!!
    Beijinhos, lindona!

    ResponderExcluir
  7. Lindíssimo Nádia! Sem aquela pessoa especial a vida não faz sentido, não é? :)

    Kiss
    Vénus S.

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos