domingo, 31 de março de 2013

Estréia


Hoje está sendo minha estreia na Coluna Contos Sensuais do Jornal da Cidade Online, a cada 15 dias será publicado um conto sensual de minha autoria. Muito feliz por este convite e mais esta oportunidade. Espero que visitem a página e leiam e se puder deixar suas opiniões agradeço, pois são elas que me incentivam e me fazem crescer. 
Um beijo e FELIZ PÁSCOA A TODOS!

CLIQUE NO LINK ABAIXO PARA LER O CONTO

sábado, 30 de março de 2013

Vou ser feliz


Certo dia te olhei
Não mais te reconheci...
No teu olhar me procurei
E neles não me vi...
Já não sentia calor
No teu abraço, e
Tuas palavras agora,
Escassas, eram frias,
Sem sentimento, amargas.
Já não me amas!
Tudo bem, vou partir.
Posso até chorar e sofrer
Pois é tão bobo
Esse coração meu, mas
Desculpe-me amor,
Vou ser feliz. 
Pois foi você quem perdeu! 

Nádia Santos
São Luis - MA
27-03-13

Foi tudo ilusão


Queremos tanto a felicidade
Viver num mundo de sonhos
Que mascaramos a realidade
Para viver momentos risonhos

E nela, intensamente, acreditar
Mergulhando numa falsa alegria
E nos recusando ao véu retirar
Para que vejamos a desarmonia

Sinto-me perdida de mim...
Pois agora percebo cair enfim
O véu que cobria os olhos meus...

Apavora-me enxergar a verdade
De encarar a dura realidade...
Que o amor foi ilusão e esvaneceu...

Nádia Santos
São Luis - MA
30-03-13

sexta-feira, 29 de março de 2013

Estou no Jornal da Cidade Online

Meus queridos, foi publicada uma matéria sobre mim no Jornal da Cidade Online, estou muito feliz.
Vou deixar o link para que possam acessar. Bjus

Para ler a matéria, clique no link abaixo
http://www.jornaldacidadeonline.com.br/leitura_artigo.aspx?art=5845

segunda-feira, 25 de março de 2013

Tudo em mim é tanto


Sinto as vezes uma sensação estranha 
Como se algo dentro de mim fosse explodir 
Pois dentro de mim há uma sede tamanha 
Por tudo e tanto que me permito sentir 

Sinto que tudo em mim é tanto e intenso 
Sinto tudo em mim prestes a transbordar 
São tantos sorrisos, tantos abraços imensos 
Tanto afeto, tanto amor e paixão para doar 

Como a água, tudo em mim é transparente 
Quero viver tudo o que sinto ardentemente 
Pois sensações, emoções, palavras não omito 

É insuportável reprimir meus sentimentos 
Quando amo, toda me entrego ao momento 
E viver tudo com intensidade, me permito. 

Nádia Santos 
25/03/13 

DESEJO

Procuro nos teus olhos
O desejo incandescente
Que incendeia meu corpo
Com essa paixão ardente

Procuro nos teus braços
O calor da chama louca
Que arranca ais e suspiros 
Quando me beija a boca

Meu corpo quer tuas mãos
Grita forte essa paixão!
Sensação inexplicável...

Queria te ter nesta hora
Esquecer o mundo lá fora
Voraz e incontrolável!

Nádia Santos
01/10/11






domingo, 24 de março de 2013

Amo-te!


Desmedidamente amo-te
Será que ainda não percebeu?
Que esse amor é tão imenso
Que meu coração enlouqueceu!

Será, meu amor, que não sentes
A intensidade  do meu desejo
Que queima, arde intensamente
Quando penso nos teus beijos?

Vem para meus braços amor
Veste-me com tua pele ardente
Enrosca-te no meu corpo quente
Louca por ti estou totalmente

Atormenta-me uma vontade
De ardentemente beijar-te
Realizando minhas fantasias
E voluptuosamente tocar-te

Entrega pra mim tua vontade
Quero olhar bem nos olhos teus
Será, amor, que não percebes
Que sou tua e tu, todo meu?!


Nádia Santos
São Luis-MA
28/09/11
*reeditada

sábado, 23 de março de 2013

Grito teu nome

Tem noites que sinto-me só e abandonada
Deitada, na cama, permaneço na escuridão
E sou envolvida pela loucura dessa paixão
Que dilacera o corpo e deixa-me desatinada

E na penumbra da noite fria e silenciosa
Meu corpo desesperadamente deseja o teu
Enquanto cálidos e ansiosos, os seios meus
Desejam as carícias de tuas mãos carinhosas

Fecho os olhos e na lembrança te procuro
Tenho então a certeza de que preciso de ti
Da tua pele, teu cheiro, do teu louco sentir
Sem dormir grito, aflita, teu nome no escuro...
Nádia Santos
23/03/13

*Imagem do Google

sexta-feira, 22 de março de 2013

Me olha... (reedição)


Me olha...
Com toda a tua calma
Transpassa minha carne
E vê dentro de minh'alma

Me olha...
Com um olhar profundo
Que esquecerei o cansaço
Esquecerei do mundo...

Me olha...
Com daquele jeito indecente
Que me excita e arrepia
Intensamente...intensamente

Me olha...
E não me deixa escapar
Prende-me em teus braços
Fortemente e tira-me o ar

Me olha...
Avidamente beija minha boca
Satisfaz as minha fantasias
Porque por ti sou louca!

Me olha!
Para manter a chama acessa...
Me olha amor! Me olha assim...
Todos os dias olha pra mim!
 Nádia Santos
São Luis-MA
22/06/12

quinta-feira, 21 de março de 2013

Hoje eu quero (reedição)


Hoje eu quero
Matar a imensa saudade
Te amar com vontade
Mergulhar neste corpo
Com toda insanidade...
Beijar teus lábios sedentos
Morder tua língua
Ouvir teus gemidos de dor,
Dor que excita e desatina...
Hoje eu quero
Ser toda tua meu amor
Ser tua fêmea e amante
E tu... meu amado senhor!
Numa entrega ardente
De intenso prazer
Morrer por um instante
Para depois... renascer!
Hoje eu quero...
Amanhã...também
E depois de amanhã... ou até
Que dure este sempre... meu bem!
 Nádia Santos
Recife-PE
07/06/11

*Imagem do Google

quarta-feira, 20 de março de 2013

Já não te quero...


Por que insistes tanto em ficar?
Já disse tantas e tantas vezes
Vai depressa embora, vai enfim
Já não te quero perto de mim!

Vivo a chorar, sempre entristecida
Há muito tempo me fazes cativa
Imploro a todo instante tua partida
Mas tu permanece aqui, bem viva

Não te afastas, ficas à espreita
Como predador vigiando a presa
Esperando o momento preciso
Em que me entrego às fraquezas

Queres me abraçar, me beijar
E minha alma, assim, carente
Parece inteiramente se entregar
Ao teu assédio persistente...

Não! Não me pedes para ficar
Preciso urgente de ti me apartar
Se estás por perto fico infeliz
Quero e preciso de ti me afastar...

Ah solidão cruel e perversa
Será que não percebes nada?
Se desapega de minha alma
Pois agora... ela está apaixonada!
Nádia Santos
Recife-PE
13/09/11

*Reeditada

O teu amor...


Teu amor despertou a menina
Doce, desprotegida e carente
Querendo abrigo no teu colo
Expondo meu lado inocente

Teu amor despertou uma mulher
Com garra, forte que vai e luta
Decidida, que sabe o que quer
Que não desiste nem se assusta

Teu amor me faz também crescer
Refletir minhas atitudes,  pensar
Faz-me mudar,  rever conceitos
Com ousadia, sem medo de errar

Teu amor faz-me fêmea sensual
Insinuante, atrevida, indecente
Fez-me diferente e sai do habitual
Atiçando teus instintos ardentes...

Todo esse amor que sinto por ti
Ilumina e extasia a minha alma
Preenche os espaços antes vazios
Completa-me, satisfaz e acalma

Ah! Esse amor tão surpreendente
Tomou conta de todo meu ser
Fez renascer uma chama ardente
E trouxe-me a alegria de viver!
 Nádia Santos
Recife-PE
09/09/11

*Reeditada





terça-feira, 19 de março de 2013

Palavras pra quê? (reedição)

Debruças teu corpo sobre o meu
Quero que seja o meu cobertor
Aquece este meu corpo que é teu 
Quero sentir todo... todo teu amor

Quero que me aperte... fico louca!
Quero tuas mãos me envolvendo
Enquanto sinto o gosto de tua boca
Vai aos poucos meu prazer acendendo

Aperta-me... sufoca-me lentamente...
Toma-me com fúria e apaixonadamente
Palavras pra quê? Desejo apenas sentir... 

Se diz tudo, meus sussurros e meus beijos
Entregando-me inteira aos teus desejos
Mata-me de amor... sou toda de ti!

Nádia Santos
18/10/11


domingo, 17 de março de 2013

Momentos

O dia amanheceu deslumbrante! 
Cedo ouvi os bem-ti-vis a cantar
Sobre o céu de um azul contagiante 
Ficou meu coração a palpitar!
Extasiado de felicidade
Repleto de tanta emoção
Relembrando das longas horas
De um amor ardente e imenso
Quando nos entregamos
Loucamente e nos tornamos
Cúmplices, eternos amantes,
Desse desejo intenso
Que nos consome...
Nádia Santos
São Luis-MA
17/03/13

*Imagens do Google

Doce paz


Com meu corpo feliz e exausto
De ter recebido o teu louco amor
Vejo, pela janela do nosso quarto
A lua desfilando todo o seu fulgor

Uma doce paz, momento divino,
Ouço vozes distantes a cantar
E bem longe o badalar de sinos
Vem lentamente meu sono ninar

É mágico este instante de bonança
E eu, feliz, cheia de esperança
Entrego-me a calma que sucedeu...

Adormeço tendo na alma a certeza
Que terei sonhos repletos de beleza
Pois quando amanhecer... serás meu!
 Nádia Santos
São Luis-MA
17/03/13

*Imagem do Google



quinta-feira, 14 de março de 2013

O poeta e a poesia


Quando estamos juntas é tão bom...
Posso ser o que eu quiser... Ser criança
Ser jovem, ser adulto... Brinco com o tempo
Esqueço das horas, faço dia ser noite,
Faço de repente surgir a aurora.
Posso ir a qualquer lugar... Caminhar por
Veredas sem fim, seguir a linha do horizonte
Mas se quiser, vou voando tocar o arco-íris
Que termina, lá detrás dos montes.
Posso sentar numa nuvem e ver lindas estrelas
Conversar com a lua e contar pra ela meus
Segredos... Posso chorar, posso sorrir
Que logo depois, vou ver o mar e o vento,
Meu amigo, irá minhas lágrimas enxugar.
Posso ser o canto de um pássaro
O perfume inebriante de uma flor
Posso ser um longo beijo, um ardente
Desejo ou um suspiro de amor
Posso ser luz, escuridão,
A saudade eternizada no coração,
Por um sorriso, que vem com uma recordação...
Quando estamos em sintonia tudo é magia, 
O mundo se encanta, com o poeta e a poesia!
Nádia Santos
São Luis-MA
14/03/13

quarta-feira, 13 de março de 2013

Foi um instante...

Foi por um instante, que durou uma eternidade
Ela ouviu de sua boca divina, que tantas loucuras
Lindas para ela pronunciou, palavras tão duras,
Cortantes e frias que feriram mais que um punhal...
Foi por um instante, que ela viu do seu olhar, 
Antes ardente de tanto desejo,
Que iluminava seu caminho qual estrela,
E aonde se viu tantas vezes nua e refletida
Enquanto a devorava desejoso de possui-la...
O fogo da raiva, da ira injustificada... descabida...
Foi por um instante...lembrou-se do seu homem,
Do seu amado, do seu príncipe, do seu amigo
Seu cúmplice e companheiro divertido...
Foi por um instante... um triste e longo instante
Ela o olhou e viu... um desconhecido!
Nádia Santos
24/02/13

*Imagem do Google


segunda-feira, 11 de março de 2013

Voraz

Voraz... é como tu vens 
Com teu corpo de encontro ao meu, 
Intensamente... voluptuosamente... 
Sem palavras... olhando-me... 
Com teu olhar no meu olhar 
Levando-me para muito além de mim 
Ao fundo do prazer, do meu querer... 
Viajando para outro universo 
Aonde somos uma poesia, 
Quando tu e eu, unidos ardorosamente 
A cada beijo, entre gemidos e ais 
Formamos ardentes e longos versos! 
Voraz e impetuosamente, é quando 
Se apoderas de mim, preenchendo 
Todos os espaço do meu corpo, 
Prendendo-me firmemente e eu, 
Loucamente presa no teu laço 
Misturando teu suor com o meu... 
Enquanto nossas pernas e braços 
Em deliciosos e ardentes conflitos 
Sente chegar a loucura do desejo 
Levando-nos para o infinito!
Nádia Santos 
11/03/13

*Imagem do Google

País de maravilhas

As vezes penso viver um sonho
Desses, onde fecho os meus olhos
E comando tudo... dos movimentos
Às sensações. Que insisto em mantê-lo
Mesmo sabendo que tenho que acordar...
Talvez por necessidade, por carência,
Não sei ...Mas ficar nesse mundo é cômodo
Pois nele sou feliz. Nele tenho tudo (ou finjo ter)
Emoções e sentimentos que sempre
Desejei sentir, que por tantos anos quis.
Mas não dá para viver sonhando sempre...
A realidade, cruel, está sempre a me chamar
E chega repleta de nuvens escuras, pesadas
Enchendo-me de dúvidas e amarguras
Trazendo tempestades avassaladoras
Devastando e destruindo meus castelos
E que parecem me dizer: Acorda, sai dessa!
A tua realidade não é esta!
Pára de sonhar, pára de fantasiar e tira
Dos teus olhos o véu com o qual o cobriste,
E que te impede de ver o que não queres!
Queria poder viver no meu país de maravilhas
Onde tudo é colorido, é lindo, é felicidade...
Mas esse meu coração é bobo, pode ser
Facilmente enganado, com qualquer afago
Com qualquer palavra melodiosa...
Mas minha alma grita, quer sair 
Dessa fantasia enganosa,
Ela prefere a dura e triste verdade,
Às tantas ilusões mentirosas.
Nádia Santos
10/03/13

*Imagem do Google



domingo, 10 de março de 2013

Luz

Há momentos que sinto medo...
Medo do que penso..das loucuras
Que surgem em meu pensamento
E que tentam me roubar a doçura!

Porque penso assim? Meu coração 
É bom... minha essência, é boa
Por que de súbito, me invade
Pensamento leviano, que magoa?

Que parece querer me sugerir... Não!
Preciso afastar tudo isso de mim
Eu sou melhor... Eu sou forte!
Não posso me deixar levar, assim

Por esta nuvem que me assusta
Que parece que a mim induz...
Preciso lutar... preciso reagir...
Preciso me manter na luz...
Nádia Santos
09/03/13

*Imagem do Google

Caminhos

De repente a sombra da dúvida
Me abraça...Um abraço forte!
Ela é enorme... é escura... 
Tento me esquivar, mas
Ela é persistente e sou tomada 
Pelo medo e amargura...
E ouço vozes... que me dizem 
O que não quero ouvir...
Palavras, pensamentos, 
Sentimentos e emoções 
Que não quero sentir...
Levo às mãos aos ouvidos
Tentando não escutar... é em vão...
Sinto uma desagradável sensação,
Meus olhos buscam aflitos
Uma resposta, uma solução
Mas o que vêem
São dois caminhos...
E neste instante, sinto frio
Sinto-me perdida,
Flutuando num vazio...
Nádia Santos
09/03/13

*Imagem do Google


terça-feira, 5 de março de 2013

Gincana 2013-Homenagem à Mulher


Queridos amigos, seguidores e visitantes, está sendo realizada no blog Ô Trocyn Bão uma gincana em homenagem a mulher com várias participantes e hoje minha poesia foi postada. Peço aos amigos que visitem, deixarei aqui o link  com a minha participação e se gostarem, votem. Vejam também as outras participações. Beijo e obrigada.

Clique no link abaixo para ler minha poesia

Prisioneira

Imagino meu mundo (meu corpo)
Sem o sol (teus olhos) a iluminar-me...
Tão triste seria o meu viver
Sem sentir o toque de tuas mãos
Trilhando minhas curvas repleta de segredos
Que te esperam para serem desvendados...
Deixando minha pele arrepiada
Que grita por tuas carícias,
Que grita por teus beijos...
Desejando-te numa ânsia desesperada
Este meu corpo que só adormece
Coberto com o corpo teu...
Por teus braços que me aquece
E que tira todo o cansaço meu...
Despertando minh'alma lasciva
Que faz de mim prisioneira e cativa
Deste teu amor... desta paixão...
Não imagino meu mundo sem ti
Seria cinza, triste... e sem emoção!

Nádia Santos
São Luis - MA
04/03/13

*Imagem do Google

domingo, 3 de março de 2013

Passeio

Tem um passeio excitante
O preferido de minhas mãos
Percorrer todo teu corpo
Aquecê-lo como um vulcão

Deixá-lo louco de excitação
É para elas plena felicidade
Ver-te perder toda a razão
Tomado pela impetuosidade

Minhas mãos silenciosamente
Despertam os instintos teus 
E tão convincentes e ardentes
Te rendes aos apelos meus...
Nádia Santos
São Luis - MA
01/03/13

*Imagem do Google




sexta-feira, 1 de março de 2013

Vestida de desejo


É tão prazeroso me arrumar para te esperar...
Pois entre nós a simplicidade está sempre,
Sempre em primeiro lugar.
Antes de tudo preciso me despir de algumas
Coisas inúteis, que só fazem atrapalhar,
Por isso guardo em um baú, pequeno, que
Ocupa apenas um pequeno e discreto espaço,
Os falsos pudores,  o preconceito, a vergonha,
A timidez,  a passividade, os tabús que não
Nos levam a nada... a lugar nenhum...
Agora estou praticamente pronta para te esperar!
Não preciso de perfume, pois o aroma que exala
Minha pele é  inebriante, sensual, excitante...
E é ele... esse cheiro que te deixa louco!
Finalmente me visto... do mais puro e louco desejo!
Visto-me de paixão, de luxuria, transformo-me
Na amante, na fêmea felina e ardente...
E vestida assim, luxuosamente vou ao teu encontro...
Tu desejoso, impetuoso vem até mim e toma para ti
O meu corpo quente e ansioso por teus beijo, 
Por tuas carícias, por tuas mãos
Que inquietas caminham sobre minha pele
E onde teus dedos, como a tocar uma sinfonia
Leva-me ao mais lindo dos paraisos
E de onde escuto a mais linda melodia.
Nua... vestida com meu amor, com minha paixão
Espero-te e entrego-te meu corpo,
Minha alma e meu coração...
Nádia Santos
01/03/13

*Imagem do Google