terça-feira, 22 de outubro de 2013

Sobre o desejo deitada

Sobre o teu desejo deitada
Entregue ao teu bel-prazer
Quero segurar a madrugada
Perdida no teu louco querer

Tentamos o tempo parar
Nesse momentos de magia
Não há pressa para chegar
A aurora que trás o novo dia

E por caminhos misteriosos
Levados por insana paixão
Deixamos relógios silenciosos
Para ouvimos nossa respiração

E assim  que o dia amanhece
Em teus braços sinto-me segura
Mas entre nós um desejo cresce
Invadindo-nos ardente loucura

Nádia santos
19/10/13

* * * * * * * * * *

Nunca fui de alimentar tristeza... 

6 comentários:

  1. Bom dia querida Nádia.. desejo que nunca vai sair de vc.. como alimentas tão bem tudo que nos envolve.. este livro quando sair não vai ser pequeno não rsrs tens muito talento e amor na alma.. beijos e um lindo dia

    ResponderExcluir
  2. A coisa mais gostosa é acordar no peito do homem amado.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  3. Excelente .....!!!

    Beijocas
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. A paixão está permeada de loucura, mas é dela que vem a sensação de prazer. Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Momentos de amor na madrugada, quem os não quer...?
    Magnífico poema.
    Tem um bom resto de semana, minha querida amiga Nádia.
    Abraço.

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos