quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Como o sol e a lua

Procurava por ti 
Por caminhos óbvios...
Pensava que ao virar uma esquina,
Num ponto de ônibus, numa praia ou
Numa praça pudesse um dia assim,
Ocasionalmente contigo esbarrar...
Num daqueles encontros, lindos
Traçado pelo destino...
Em tantos rostos te vi...
Em tantos corpos...
Em cada olhar mais atento...
Num sorriso mais expressivo...
Que tola eu fui!
Só agora descobri que estás
Tão perto mas... tão distante...
Eu sou a lua, tu és o sol...
Um é dia... o outro é noite...
E como uma penitência
Terei que continuar a te amar
Sabendo que existes mas,
Sem jamais te encontrar...

Nádia Santos
Recife - PE
02/10/13





10 comentários:

  1. No fundo, creio que há, em cada ser, a expectativa desse encontro. Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Oi Nádia
    Cada dia é uma incógnita, pois o amor poderá estar num canto qualquer do nosso cérebro.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  3. Maravilhoso...cada dia me surpreendes..
    Gostei muito
    Grande Beijo..

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Olá amiga!
    Estou vendo que tens o condão de nos surpreender sempre com a qualidade da tua escrita!!!!
    Parabéns por mais este lindo poema!!!
    bjs
    anacosta

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Nadia,
    Lindo poema!
    Gostei muito!
    tenha um lindo dia!
    abraço amigo!
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  6. bom dia Nadia

    A vida é assim,nem sempre as coisas saem como a gente quer.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde querida Nádia.. nós somos ambos.. lado direito é solar lado esquerdo nosso é lunar.. o amor tb tem isso. assim como tudo que nos cerca.. sempre tem o oposto para nos atrair.. sobre teu comentario.. fiz esta poesia justo por ter sentido algo assim tb.. foram umas duas noites.. naquela época medo hj em dia como entendo mais das coisas não daria mais importancia.. mas posso dizer que senti a mão no tornozelo.. e as cobertas estavam longes da cama.. quando o ar fica gelado não estamos sozinhos diz a regra... um lindo dia bjs

    ResponderExcluir
  8. Às vezes o amor não significa estar perto, mas eternamente amar um ao outro.

    ResponderExcluir
  9. Olá poetisa, e que tudo esteja bem contigo!

    Querer sempre entender o amor é o mesmo que elevar o sentimento de dor. O amor em certos momentos não carece de entendimento, porém sim de compreensão, e assim quem ama, sequer deixa de amar por um momento!
    E cá eu estou, agradecido por você compartilhar tão belos e sensíveis escritos, também por tua amizade e gentis visitas e, sendo assim deixo meu desejo para que seja sempre deveras intenso de felicidade o teu viver, um grande abraço e até mais!

    ResponderExcluir
  10. A procura de um grande amor...
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos