terça-feira, 1 de outubro de 2013

Ardorosamente


Hoje, enquanto olhava meu corpo...
Esse corpo franzino, delicado,
Mas que torna-se gigante, forte
Quando é envolvido, preenchido
E encoberto pelo corpo teu...
Percebi que ainda há 
Tantos recantos escondidos
Esperando ansiosamente,
Que tu, ardorosamente
Escrevas em meu corpo 
Apaixonadamente...
Os ardentes poemas teus...
E que depois, transforme em desejo
Abraços e beijos, cada verso
Que em mim escreveu...

Nádia Santos
Recife - PE
01/10/13



5 comentários:

  1. Ardorosamente eu digo que este poema é apaixonante! Maravilhoso! Adorei.
    Nádia vc escreve realmente com a alma!
    Beijinhos nesta alma quente...

    ResponderExcluir
  2. Oi Nádia
    Poesia quente para comemorar as 100.000 visualisações
    Parabéns, você merece
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  3. Boa noite Nádia.. de ti sempre vamos esperar e ler versos de puro sensualismo.. escreves com formosura de algo que as pessoas apreciam em segredo rsrs bjs linda noite querida amiga

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Amiga
    Maravilhoso poema!! És sempre um boa surpresa ...Gostei muito.

    Muitos parabéns pelas visualizações... pois mereces isso e muito mais..

    Beijinho grande
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. Sensações de pensamento em ardores corporais
    Poema cheio de sensualidade, desejo e ternura

    Deixo um abraço
    ******************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos