quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Anseios noturnos

Despertei... era madrugada
Com o corpo a transpirar
A pele inteiramente suada
E uma vontade de te amar

Com o coração acelerado
Sentindo uma doida agonia
Um desejo desesperado
De contigo viver fantasia

Ia crescendo louca vontade
De cobrir-me com o corpo teu
Com desenvoltura e liberdade
Saciar o intenso desejo meu

A madrugada tão indiferente
Ao desejo que me consumia
Parecia ri dos meus anseios
E fiquei insone até raiar o dia

 Nádia Santos
23/10/13

5 comentários:

  1. Boa noite minha querida !
    Aqui os teus poemas faz acontecer...valioso sim ...
    aproveito para trazer meu agradecimento pelo comentário no blog:
    http://reflexosespelhandoespalhandoamigos.blogspot.com.br/
    Valeu e muito.Precisamos propagar mais e mais para que toda mulher sinta o desejo de fazer o exame para que haja menos índice de câncer de mama!
    bjs de boa noite !

    ResponderExcluir
  2. Lindo desejoso e apetitoso poema. Parabéns!!

    Gostei muito

    Beijinhos´
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Eita madrugada boaaa rs...

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. Bom dia amiga! Muito lindo Anseios noturnos! Mais uma bela poesia.
    Gostei de te ler. Parabéns pelo o sucesso, teu blog ainda mais lindo, com tua foto.

    Bjs na alma!
    Tenha uma quinta-feliz!

    Maria Machado

    ResponderExcluir
  5. Esses anseios,levam-nos à loucuras.
    bjs amiga Nádia.
    Carmen Lúcia-mamymilu

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos