terça-feira, 17 de setembro de 2013

Lembra que te amo...

Quando estiveres sozinho
Lembra desses lábios meus
Pronunciando bem baixinho
Amo-te, suave, no ouvido teu

Lembra que eu te amo sempre
Quando sentires doce saudade
Estando dormindo ou acordado
Essa será sempre uma verdade

Mas se a saudade for tão forte
Fecha os olhos, deixa invadir
Essa paixão que é passaporte
Do amor louco que sinto por ti

Com todas as partes do meu ser
No silêncio teu nome eu chamo
E não se esqueça, onde estiver
Que eu, perdidamente, te amo!

Nádia Santos
Recife - PE
17/09/13

11 comentários:

  1. Querida amiga

    Quando a alma tem fome de beleza,
    chegar aqui,
    sentir as palavras e o seu perfume,
    é encontrar o doce alimento da
    alegria...
    Alimento que me renova as energias,
    quando muito já silenciou pelos caminhos...

    A amizade é o alimento da esperança.

    ResponderExcluir
  2. Divulgando o novo blog: http://50nuancesdecinza.blogspot.com.br/
    É um blog de poesias e minicontos, pensamentos. Te aguardo. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Poetisa

    Amor desmedido...louco...descabido... somente os poetas/poetisa dimensionam a sua intensidade... sua transcendência. abraços na alma

    ResponderExcluir
  4. Poetisa

    Amor desmedido...louco...descabido... somente os poetas/poetisa dimensionam a sua intensidade... sua transcendência. abraços na alma

    ResponderExcluir
  5. Oi Nádia
    Lindo e cheio de clamor seu poema
    Beijos
    Durma bem
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  6. Olá amiga Nádia!
    Que poema lindooooo, maravilhoso, gostei demais!
    Transbordando amor!
    Amei ler!

    Beijos!

    Fernanda Oliveira

    ResponderExcluir
  7. Bom dia

    Todas as quadras são lindas, mas a última...arrasou

    Fica feliz
    ************************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  8. Amiga Nádia querida...
    Saudades de vir aqui e te ler...
    Duro.... muito duro lembrar que ela nem tem saudades de mim!!!
    Enfim....

    ResponderExcluir
  9. Bom dia querida Nádia... não tem como não se deliciar nos teus versos sempre carregados de ternura..eita amor bom esse que transborda do teu ser.. um lindo dia bjs

    ResponderExcluir
  10. Gosto de seu romantismo franco, de sua sensualidade declarada em seus escritos, sm rodeios. Muit bom. beijos, Nádia. Parabéns.

    ResponderExcluir
  11. Um passaporte carimbado, com visto legalizado com uma tarja:vai ser feliz na vida.
    Bela inspiração amiga.
    Bjo.

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos