quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Escuta o vento...


Quando estiveres a admirar
O céu estrelado, a linda lua
Presta atenção, bem devagar
Ouvirás palavras na noite nua

Apura atentamente teus ouvidos
Escuta no silêncio o que ele diz
Que sentirás com todos sentidos
Sopros de amor que te farão feliz

Arranca do peito toda desventura
Afasta essas tristes sombras de ti
Tira do coração toda a amargura
Mesmo distante é teu meu sentir

Sente a brisa soprar com fervor
Pára, para atento o vento ouvir
Serei eu, suave, a falar de amor
E que sempre me lembrarei de ti


Nádia Santos
Recife - PE
10/09/13

7 comentários:

  1. Oi Nádia!
    Não tem tempo para você para inspiração
    Amei sua poesia
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  2. Oi, Nádia, tudo bem? Que lindo, gosto do tom terno e romântico deste poema. Parabéns e muito obrigado por compartilhar!

    Beijos e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Nádia Santos

    Que bonito soneto. Amei..
    És uma grande poetiza. Parabéns!

    beijos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Nádia.. uma brisa no rosto.. dá até pra sentir a magia e o que ela nos deixa.. amo a brisa do mar, mas to longe dele rsrs lindo dia querida amiga bjs

    ResponderExcluir
  5. oi Nadia

    Para mim a coisa mais linda da noite é o momento em que a lua brilha. O momento mais doce é qdo o vento sopra.
    Tudo isso me dá sensação de leveza e liberdade.

    tenha um lindo e irradiante fds.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  6. Pura inspiração em noite de amor

    LINDO ... SOBERBO ... SUBLIME

    Fica feliz

    ResponderExcluir
  7. Olá amiga Nadia
    Olha eu aqui de novo !!!
    E novamente encantado com as suas linhas, uma arte em palavras

    Abraços,
    Trocyn Bão - Thiago

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos