sábado, 21 de setembro de 2013

Boca maliciosa

Ah como é deliciosa
Amor a tua boca!
Provoca arrepios,
Desperta desejos,
Deixa-me louca...
Quente... sempre ardente,
No silêncio encanta,
Enquanto invade os recantos
Mais profundos do meu ser...
Ah essa boca!
Maliciosa e indecente
Deixa meu corpo
Em frêmito, em delírio...
E enlouquecido ele fica com o
Teu lento e delicioso martírio.
E assim, de tudo nua
Entrego-me, perdidamente,
Aos caprichos da boca tua!

Nádia Santos
Recife - PE
21/09/13


22 comentários:

  1. Oi Nádia, Se é bom para o coração esses beijos ardentes, então, vamos todos beijar.
    Adorei sua sensual e linda poesia que da inveja a muita gente
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah amiga, inveja não, eita sentimento pequeno, espero que desperte sim é muitos desejos... kkkk.
      Bjinhos e Obrigada Dorli!

      Excluir
  2. Lindo este poema, amiga! Levou-me a sonhar com um desejo secreto que tenho. Fraterno abraço, Marco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desejo segredo... hummm. Quem não os tem não amigo Marco, mas quem sabe vc ainda realiza, quando encontrar a pessoa certa... Bjus e boa sorte.

      Excluir
  3. Linda e sensual como sempre.
    É muito bom beijar e amar.
    Adorei amiga Nádia.

    bjs
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom é pouco Carmem, é tudo de bom. Um bj amiga.

      Excluir
  4. Uau uau... que até me arrepiei...

    Que delicioso.. que sedutor.. que bom de ler
    Adorei... Parabéns!

    beijos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk Obrigada Cidália pelo carinho, um bj amiga.

      Excluir
  5. Sensualidade, paixão, desejo, imaginação poética

    Da mistura de sentimentos acontece o poema perfeito

    Lindo

    Fique feliz
    Deixo um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ricardo querido, obrigada por sua constante presença, um bju.

      Excluir
  6. VIM MATAR MINHAS SAUDADES NOS TEUS ESCRITOS E DIZER QUE VC CONTINUA SENDO A DEUSA DA ESCRITA ...BJSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  7. Nádia: Que as bocas sejam sempre maliciosas de amor eterno lindo poema adorei.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre escrevo pensando no amor, pois entre um casal enquanto há chama o desejo e o amor estão sempre juntos. Quando a chama se for, o amor permanece e cresce a amizade, o carinho... Obg Manuel por sua visita carinhosa. Um abraço.

      Excluir
  8. Boa noite Nadia delicia é ler-te.. gostei do jogo das rimas.. sempre muito sedutora nas tuas palavras.. por isso que cá gosto de estar bjs e uma linda noite

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Samuel, eu também adoro ir ao teu cantinho poeta, sempre com sonetos adoráveis. Um bj

      Excluir
  9. Oh Nádia que prazer vir até o teu cantinho!

    Aqui há poesia como eu gosto: que causa e com a sua boa dose de sensualidade.

    E descobri porque há afinidade em nós - temos a mesma paixão por Florbela Espanca!
    Eu amo Florbela de paixão desde os bancos da escola e tenho todos os livros dela... as biografias e os contos MÁSCARAS DO DESTINO. E fiz um espetáculo de teatro, aqui no Rio sobre a vida e obra de Florbela desde 2001 até 2003.

    Este poema é um 'escândalo' de pura e bela sensualidade!
    Com uma sutileza tão amorosa e tão quente... como a boca do amado.

    Parabéns Nádia.

    Te convido a visitar o http://floreselvagens.blogspot.com.br/ pois a minha poesia e Florbela Espanca te esperam.

    Beijos no seu coração.

    Anna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana querida que prazer tê-la aqui, no meu blog e deixando seu valioso comentário. Realmente a Florbela é maravilhosa e depois que conheci seus sonetos mudei minha maneira de escrever e me apaixonei por esta modalidade poética, os sonetos são divinos, adoro. Um beijo grande e volte sempre.

      Excluir
  10. OLÁ NÁDIA,

    estes ares de Recife andam a seu favor!

    Que poema lindíssimo,cara amiga.

    Nem dá para ser mais original nos elogios ,é lindíssimo mesmo!

    Agora, a boca realmente acende!

    É porta de entrada de volúpias, no esfregar de lábios que enlouquecem,despertam querências inconfessáveis nesta dança frenética de tantas posições,tantos modos, tantas pegadas...

    " E assim de tudo nua" a boca fica irresponsável e percorre o corpo,penetra na alma,rompe vontades,realiza prazeres,desconhece as prisões de qualquer valor.

    É livre,libertária,desafia,invade e procura!

    Boca...

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que lindo comentário Paulo. Vc sempre abrilhantando minhas postagens com suas lindas palavras. Um bj e muito obrigada.

      Excluir
  11. Um eloquência maravilhosa na descrição sensualizada e acelerada dos caminhos da sedução, que perpetua numa boca, fonte inesgotável de todos os quereres e prazeres, que alimentam e fomentam o lindo desejo de amar.
    Bravo Nádia,uma construção linda e poética.
    Meu abraço amiga.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toninho querido, as bocas tem vontades próprias e algumas são muito exigente e determinadas, sabem muito bem o que querem, não é verdade! Um bj e muito obrigada pelo carinho. Bjus

      Excluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos