sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Volúpia

Essa noite não fui a tua procura...
Quis deixar-te saudoso,
Desejoso de mim... tua cura!
Quis que sentisse minha falta...
Falta do meu corpo quente
Que te deixa alucinado, ardente!
Mas o feitiço virou...
Fui eu que fiquei demente, carente
Sentindo minha pele
Arder em chamas, desejando
Doidamente, está na tua cama.
E assim, insone, vi a aurora chegar...
Sozinha, voluptuosa por te amar
Desejando com ardor
Sentir teu corpo ardente,
Tua paixão e teu amor...
 
Nádia Santos
21/08/13


9 comentários:

  1. ¡Gracias, Nádia! Eres un verdadero encanto y tus comentarios son muy generosos, siempre. Un beso desde Madrid.

    ResponderExcluir
  2. Nádia,
    Como sempre você sabe transmitir a paixão em cada verso!
    Adorei!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia

    Ardente e apaixonante

    Cada verso uma mensagem em desejo, carinho e sedução

    Bom Fim de semana
    Beijo
    ************************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nádia!
    OI! Oi!
    Que volúpia gostosa
    Uma beijo
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Nádia.. e como faz falta não ter um corpo ao lado.. mas o desejo so cresce então quando se unem suprem a falta dos dias bjs

    ResponderExcluir
  6. Ardente e muito lindo este poema... Parabéns!

    ResponderExcluir
  7. Misericórdia mulher !!! hahaha

    Deu até uma carência em mim agora. Lindo, voluptuoso esse poema !

    Beijão na testa,
    http://gagopoetico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Nádia,um desejo ardente em sedução,paixão
    e volúpia.

    bjs amiga
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi amiga Nádia, tudo bem? Obrigado pela visita e comentário em meu blog, volte sempre. Desculpe eu não estar quase vindo aqui ou comentando, a vida é uma corrida insana, cujo prêmio é a morte, mas, temos que correr. Gostaria de estar visitando os tantos blogs amigos, retribuindo todas as visitas, mas, não consigo me fitar em algo por cinco minutos, há uma perturbação em minha mente. Há uns quatro meses não consigo escrever um verso sequer. Agradeço por se manter visitando meu blog. Se puder venha ler “A VOLTA À CASA BRANCA”.

    Estarei enviando este mesmo comentário a outros amigos e amigas do Blogger.

    Grande abraço do amigo Marcos. Até mais.

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos