quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Sozinha... com meus sonhos

Olho meu quarto...
Pequeno, meu espaço
Abarrotado de sonhos
Borbulhando, saltitando
Loucos para voar...
Aqui eu os deixo brincar
Aqui eu os deixo pensar
Que um dia serão realidade...
Enquanto os alimentos,
Não deixo que percebam
Que estou cansada, desiludida
Com a esperança
Acabrunhada,  abatida...
Enquanto meus sonhos brincam,
Diante dos meus olhos
Sinto uma solidão...
Sinto uma dor doída...
Sinto um abismo sem fim
Dentro de mim...
Sinto falta do amor...O amor...
Por que ele não está aqui?

Nádia Santos
07/08/13

13 comentários:

  1. Sentir solidão é um passe para depressão.
    Esse amor,poderá voltar é somente esperar.
    Lindo poetar amiga Nádia.

    bjs
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá td bem por aqui, vim agradecer seu carinho
    no meu aniversário, desejar sempre o melhor pra vc
    Querida sempre que leio seus poemas me sinto dentro dele.......
    Venha participar do sorteio do meu Blog será bem vinda (o)
    Abraços
    Rita
    http://cantinhovirtualdarita.blogspot.com.br/2013/08/sorteio-do-cantinho-virtual-da-rita.html

    ResponderExcluir
  3. O tempo tudo devolve... a esperança, o alento...
    Triste mas muito belo, Nádia!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Oi Nádia!
    Desisto, não tenho mais forças.
    Um bom dia
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde Nádia.. sozinha não.. estas é muito bem acompanhada de palavras que te libertam e libertam o teu ser cheio de amor para dar.. bjs e um lindo dia minha amiga

    ResponderExcluir
  6. O amor certamente voltará, pois o tem pleno em seu coração...O amor é magnético, atrai. Mantenha acesa a esperança, que é uma chama forte de atração.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Olá Nádia
    Lindo poema, mas triste... A solidão que seja ligeira..
    Gostei de ler!!

    beijinhos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  8. Realmente, não importa onde é seu espaço, se falta alguém fica triste.

    ResponderExcluir
  9. Belos versos, Nadia. Momentos só nossos fazem bem. O vazio pode ser preenchido com sonhos, primeiro passo para sua realização. Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Mesmo cheia de vazios, não despreze seus sonhos.Eles a preencherão de certezas possíveis e até impossíveis.
    Belo lamento poético, Nádia.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
  11. Nádia , querida

    Sua dor estampada nas palavras é suavizada pelos sonhos .
    Estes nos impulsionam ao encontro do amor ,sempre.
    Paz e alegria , amiga
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá Nádia

    Por sentir-me só e desprovida de sonhos venho em busca de consolo em outras palavras senão as minhas...
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  13. As vezes é preciso amargar, as vezes é preciso mergulhar no infinito de nós para renascer para o amor, para sintonizar com esta esperança de uma linda manhã.
    Meu terno abraço.
    Bjo

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos