terça-feira, 20 de agosto de 2013

Refém da noite

Depois de beijar a lua
O sol tranqüilo descansa.
E ela, a lua, esplendorosa
Enfeita a noite e encanta!
Sou refém da noite...
Nela me perco e esqueço
Das verdades e mergulho
Nas vontades que gritam
Dentro do meu ser.
Tiro os pés do chão,
E entrego-me plena à escuridão!
É à noite que minha alma nua
Liberta-se e juntas bebemos
Do silêncio embriagador
E viajamos nas fantasias
Mais ardentes, ambas,
Loucas e felizes,
Desejando o amor.

Nádia Santos
17/08/13

6 comentários:

  1. Lindo poema, amiga Nádia!
    Um abraço. Tenhas um lindo dia.

    ResponderExcluir
  2. Desejando e fazendo... o amor

    Poema lindo de desejo e ternura

    Fica feliz

    ResponderExcluir
  3. Boa noite Nádia

    Poema Cheio de sedução e amor... Arrebatador!!!

    beijoca
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. OI NÁDIA!
    LINDA ESTA PARCERIA COM A LUA, COM SENSUALIDADE A LEVASTE A DEVANEIOS DE AMOR...
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, querida
    Como vc é seguidora do meu blog, passo pra convidá-la:
    Conforme disse, no início do mês, a partir de amanhã, tem festa no blog pelos 4 anos do meu blog, participe! Precisamos nos ajudar a crescer...
    No post estará tudo explicadinho, creio eu, mas qualquer dúvida, estarei aqui no e-mail para responder, está bem???
    Sua presença me é muito querida...
    Na fraternidade, poderemos caminhar muito melhor...
    Sem os leitores, comentaristas e visualizadores, nada sou...
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  6. Bom diA!
    lindo demais, sempre!
    bjs
    Ritinha

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos