domingo, 25 de agosto de 2013

O amor me visitou

Chovia insistente, chovia forte
A noite só não parecia morta
Pelo barulho intenso nos telhados
E pelo vento que sacudia a porta

De repente sacudiu-me outro vento
Sendo este cálido, caloroso, diferente
Balançou as cortinas de minh'alma
Envolvendo-me intenso e ardente

Instalou-se, assim, uma doce ventura
Senti fugir de mim toda a amargura
E uma alegria indefinível me abraçou

Esse vento fez arder meu coração
E acendeu a fogueira da paixão...
É... acho que o amor me visitou...
Nádia Santos
18/08/13



3 comentários:

  1. Bom domingo ,Nádia!
    Que a alegria de um sorriso esteja sempre presente em tua face.
    Adorei o poema...

    Abraços
    veraportella

    ResponderExcluir
  2. Oi Nádia
    Maravilhoso poema de amor
    Que o amor perdure para sempre.
    Um ótimo domingo
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  3. Bom dia amiga Nádia, que esse amor se estale em sua vida para sempre, e te faça muito feliz!!!!

    Tenha uma semana-feliz... com muito amor!

    Maria Machado

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos