terça-feira, 16 de julho de 2013

Mais um crepúsculo sem ti...

Final de tarde, olhava o céu admirada
O arrebol pintando tudo de vermelho
Vi, neste instante, tua face adorada
Nítida e refletida, como num espelho

Sem saber o que olhava ao certo...
Se o pôr-do-sol ou tua doce imagem
Meu coração pobrezinho, encoberto
De paixão, fixou tua linda miragem

Mas de repente desfez-se a imagem tua
A noite surgiu trazendo com ela a lua
E foi amor, mais um crepúsculo sem ti

Resta-me, agora, esperar pela aurora
Junto com a solidão, contarei às horas
Pois quem sabe, amanhã, tu há de vir...

Nádia Santos
16/07/13



5 comentários:

  1. Oi Nádia
    Até me arrepiou...
    A poesia é linda, mas quando aurora, estremeci, pensei que ia escrever boreal. Ainda bem que parou na aurora.
    Beijos
    Linda noite
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  2. Olá amiga Nádia!
    Lindo poema...

    Beijos!

    Fernanda Oliveira

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Nádia

    A imaginação deixa-nos ver quem queremos. E tantas vezes nos sabe tão bem fechar os olhos e imaginar o mundo que gostaríamos que fosse perfeito
    Olhar o crepúsculo não é diferente. Diga-se que é uma imagem maravilhosa, um convite ao sentimento mais profundo, o AMOR
    Nunca se pode perder a esperança que um dia o pôr do Sol se transforme em Aurora e nos traga aquele amor que o nosso coração, um dia teve e que nunca esqueceu, ou simplesmente ... deseja
    Gostei muito do poema o qual transborda paixão e ternura

    Fica feliz
    *-******************
    Querendo, visitem-me ...Obrigado

    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Nádia
    Simplesmente Maravilhoso... Adorei, parabéns

    beijinho
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Nadia.. não tão sem ti assim.. pq sempre alguem preenche nossos pensamentos o dia inteiro.. bjs lindo dia

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos