terça-feira, 30 de julho de 2013

Crepúsculo

Fiquei esperando,
Chegar o entardecer
O sol lento se pôr
A noite chegar
Para ver a lua brilhar...
Vi os pássaros aos bandos
Em alegre alvoroço
Fazer algazarra no céu
E nos ninhos fazer pouso.

Ouvi um sino tocar...
Ao longe... arrepiei...
Passou um leve vento,
Uma emoção pairou no ar
Sentir o coração palpitar
E esqueci os tormentos.

Foi por alguns instantes...
Foi pura magia,
Foi pura fascinação,
Lembrei de tua imagem...
Viajei na fantasia
E ficou feliz meu coração!
Nádia Santos
30/07/13

5 comentários:

  1. Boa noite Nádia, simplesmente lindo seu poema, muito romantico, parabéns minha amiga gosto demais e todos seus escritos. Bjo
    Clarice

    ResponderExcluir
  2. Nádia,
    Antes de mais, quero pedir que perdoe a ausência de comentários meus nos seus sempre belos e acolhedores blogs. Tenho lido... sempre! Mas tenho tido problemas em comentar alguns blogs por uma razão que desconheço.
    Este seu crepúsculo, quase parece uma aurora... desperta quem vem ler... e sentir.
    Muitos parabéns pela sua sensibilidade.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia

    O romantismo sempre na frente quase parecendo oração aos deuses
    Lindo como sempre

    Fica feliz
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Oi Nádia!
    Uma poesia que envolve os mais lindos sentimentos, falou da natureza que eu adoro e de um grande amor.
    Bravo! Minha poetisa
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  5. sentimientos dulces y tiernos, precioso, besos desde mi brillo del mar

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos