domingo, 16 de junho de 2013

No meu mundo é inverno

No meu doce mundo
De nuvens cor-de-rosa
De primaveras floridas
De tardes deliciosas
De pássaros em revoadas
Não mais sorri as margaridas...



Dos crepúsculos cor de púrpura
De lindos sois languescentes
De lindas noites enluaradas
Com milhares de estrelas fulgentes
Está na escuridão mergulhada
Com paisagens deprimentes...

Amanhece triste, sem luz
E sem alegria minhas auroras
As árvores estão desfolhadas
Os pássaros foram embora
São invernos dias e madrugadas
E a lentidão comanda as horas

Cai trovões de sonhos mortos
Relâmpagos de decepção
Constante chuvisco de saudade
Terríveis tempestades de ilusões
E esse inverno é a realidade
Em que vive, agora, meu coração!

Nádia Santos
16/06/13 






14 comentários:

  1. DIVINO... Simplesmente...MARAVILHOSO

    Adorei ler...Parabéns

    Fique feliz

    ResponderExcluir
  2. Triste y bella...

    Hoy también yo desperté muy triste

    Un beso grande.

    ResponderExcluir
  3. Lindo...Mas triste, compreendo, sinto muitas vezes isto.

    beijinho, e um dia feliz.

    ResponderExcluir
  4. Nádia,

    É muito triste quando a gente deixa a solidão comandar as horas. É preciso nesse momento retomar o controle e tentar captar o que há de melhor em volta. Lindo poema! Gr. Bj.!

    ResponderExcluir
  5. Olá, bom dia! Um poema lindo, e cheio de profundidade! A melancolia lindamente retratada. De mestre!

    ResponderExcluir
  6. Querida Nádia, estamos vulneráveis a esses sentimentos, mas, logo passam. Lindo poema. Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Nádia... a fase da solidão sempre nos arrebata...
    já foi assim comigo e tirei muito proveito dela fazendo obras incriveis...
    mas não deixei ela ganhar o jogo não...
    como já disse adoro tudo que escreves por ser do momento, da hora, tudo aflora em seus pensamentos um lindo dia... e grato pelo seu comentario na Cec´lia.. eu sempre respondo mas nunca sei se as respostas chegam... bjs e um lindo dia

    ResponderExcluir
  8. Oi Nádia
    Apesar da solidão, essa foi a mais linda poesia que mais gostei de ler
    Linda, publique um livro.
    Você é demais
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  9. Lindo poema Nádia!
    É triste quando faz inverno dentro da gente.
    Mas precisamos passar por todas as estações... não tem jeito.
    A alma também passa... o bom é que tudo passa.
    Beijos,
    Lis

    ResponderExcluir
  10. independente do estilo de vida, todos nós de uma maneira ou de outra sentimos a solidão, esta pode ser sentida por muito ou pouco tempo, pode trazer-nos a tristeza, pode deixar-nos num estado doentio e pode muito mais.
    Se formos portadores de uma personalidade forte facilmente ultrapassamos o estado de solidão, caso contrario, temos que conquistar a autoconfiança e saber que para alem do que causa a solidão existe vida, vida que nos vai tirar da solidão.

    ag

    ResponderExcluir
  11. Vim prestigiar e te trazer um pouquinho da minha companhia para não ficares tão só. Esses momentos de solidão também servem para refletirmos e dessas reflexões saem muitas vezes lindos poemas como esse, mesmo que fale de tristeza e solidão. Força na peruca amiga! Abração e beijão!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amiga, adorei sua visita. Um bj grande e obrigada pela força, a peruca agradece....kkkkkk

      Excluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos