domingo, 16 de junho de 2013

Lá, no meu pensamento

Aonde sempre te encontrei
Fui ontem para te buscar
Lá, no meu pensamento
Tu não estavas a me esperar

Vaguei pela madrugada
Procurei também pela lua
Perdida fiquei entre bruma
E não vi a imagem tua

Levei chuva, senti frio
Passei por avenidas e ruas
Vi amantes se amando
E eu não podia ser tua

Cansada de te procurar
Onde sempre te encontrei
Lá, no meu pensamento
Eu perdida, apenas, chorei...

Nádia Santos
15/06/13
 * * * * * * * * * * *


Postei um novo conto
O AMOR E UMA CABANA
Blog Meus contos
Para ler, clique no nome do blog

5 comentários:

  1. "Senti a poesia em tuas palavras, bela poetiza, tuas palavras que escorreram deixando o belo amargor do perfume apaixonado, distanciando-se de aromas de tuas fragrâncias, em esquecimentos profundos... Muito belo teu poema,que enlouqueceu-me em meus próprios comentários."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Momentos doloridos e tristes caro Valter. Obrigada por tuas palavras e seja bem vindo. Um abraço.

      Excluir
  2. Poema lindissimo, sentido, cheio de amor

    Desejo um bom Domingo...

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Nádia. sempre tão delicada nas palavras...
    o pensamento tudo cria e tudo pode
    atrai e repele... ama e odeia...
    muito do que nós poetas criamos são visões que tivemos e que são levadas no vento...
    bjs e um lindo domingo

    ResponderExcluir
  4. Oi Nádia
    Daqui a pouco esse seu amor vira ódio, aí será pior.
    Vamos acordar para a vida
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos