quinta-feira, 13 de junho de 2013

Delírios noturnos

Que graça tem a noite
Sem a tua presença distante?
Até o tempo chora tua ausência
O céu fica sem estrelas,
A lua se esconde,
E as nuvens carregadas, 
Choram... como eu, a saudade de ti...
Trago-te em meus delírios difusos,
Nos meus pensamentos noturnos...
Esta noite não vieste
Alegrar minhas fantasias e
Minhas palavras ficaram presas...
Recolhi meus abraços ilusórios,
Represei meus beijos imaginários,
Minhas mãos ficaram dementes,
Meu desejo se afogou na ansiedade,
Meu sangue congelou nas veias...
Restou ao meu corpo mergulhar na cama fria
Agasalhada por minha solidão,
Abraçada por minha desilusão,
Esperando a chegada de um novo dia.
Nádia Santos
13/06/13

7 comentários:

  1. oi Nádia! Gostei do paralelo que fez entre o corpo e a natureza, enquanto tudo se recolhe nele, as coisas se alteram nela, como se tudo se turvasse pela visão coberta pelo véu da tristeza. Melancólico e poético. Gostei!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Que graça tem a noite na proximidade do pensamento e na distancia fisicamente.

    Gostei.

    ag

    ResponderExcluir
  3. Ficar distante do nosso amor é tudo de ruim, a saudade sufoca, e as lágrimas rolam no rosto. A noite se torna fria, nos sentimos vazias.

    Belo poema amiga Nádia!

    Beijos! Agradeço por sua visita.

    Fernanda Oliveira

    ResponderExcluir
  4. Boa noite Nádia o pensamento, só ele aproxima tudo que parece estar distante.. se esta no ar esta com a gente tb.. bjs e uma linda noite

    ResponderExcluir
  5. Uuufff un poquillo triste no?? pero te queda lindo, besos desde i brillo del ar

    ResponderExcluir
  6. Lindo poema,adorei ler...
    A vida perde a graça, sem o verdadeiro amor, looooool

    Beijo Boa noite.

    ResponderExcluir
  7. Querida amiga

    Penso que uma
    das maiores tristezas
    que existem,
    é aquela que vem
    das pessoas que partem
    de nossas mãos,
    mas continuam a nos
    habitar as lembranças...

    Que haja sempre em teu coração
    um motivo para sonhar a cada dia.

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos