segunda-feira, 6 de maio de 2013

Guiados pela paixão

Não é preciso permanecer a luz 
Para corpos ardentes de desejo 
Se é ele que na escuridão conduz 
Os amantes entre carícias e beijos 

Corpos quentes como labaredas 
Deixando descontrolado o coração 
Que grita forte guiando à vereda 
Que no escuro alimenta a paixão 

Mãos tateiam excitadas, guiadas 
Por uma vontade desesperada 
De saciar tantos anseios incontidos... 

Olhos conseguem ver na escuridão 
Aos corpos bastam sentir a paixão 
Enlouquecendo e tirando-lhes o sentido.

Nádia Santos
Recife - PE
05/05/13 



8 comentários:

  1. Os corpos se guiam pelos sentidos e sempre encontram o que desejam. A luz do olhar costuma ser mais esclarecedora que todas as outras. Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Que o bom ladrão te roube a alma...sensação maravilhosa. Vim conhecer seu blog e segui-lo. Adorei !!!
    poesiasdecarmemteresa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carme, que prazer tê-la aqui, muito obrigada por sua visita, volte sempre, Um carinhoso beijo.

      Excluir
  3. Nadia você tem a sensibilidade a flor da pele, Não fique triste continue na alegria de suas expressivas poesias, Mil Alegrias!!! abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obriga Neyde por suas lindas palavras, um minha linda!

      Excluir
  4. Boa noite poetisa fiel!
    Você sempre fiel no ato da escrita,sempre criando uma forma de fazer a poesia permanecer viva...
    bjsssssssssssssss

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos