sexta-feira, 26 de abril de 2013

Sozinha...

São nas horas silenciosas da noite 
Quando domina, plena, a escuridão 
Maltrata-me a solidão como açoite; 
São nas horas caladas da madrugada 
Que sonho morto vira assombração 
Deixando-me triste e amargurada 

Fecho meus olhos e busco a luz 
Que é tu meu porto, meu abrigo 
Pensar em ti o meu corpo seduz; 
Imagino sentir o calor de tuas mãos 
Sentindo que estás aqui comigo 
Acendendo a chama da paixão 

Fazendo meu sangue ferver 
A pele arrepiar com intensidade 
E sentindo necessidade de te ter... 
Continuo com meus olhos fechados 
Enganando o desejo e a vontade 
Sonhando que estás ao meu lado...
Nádia Santos
Recife - PE
26/04/13 

12 comentários:

  1. Bom dia amiga
    É no silêncio que sentimos com mais intensidade a saudade de um grande amor. Abra a janela do seu coração...
    E deixe entrar por ela tudo de mais lindo...
    Amor, paz, amizade, carinho, ternura e solidariedade.
    Tudo que faça você extremamente feliz.
    Deus te deu a vida... e sua vida tem que ser vivida sempre plena de felicidade.
    Que o seu final de semana seja mágico, recheado de intensos momentos de alegria e grande felicidade.
    Beijos no coração e muitos afagos na alma.

    Gracita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracita querida, muito obrigada por suas lindas palavras. Um bju querida e lindo dia pra ti.

      Excluir
  2. Bonita demais a tua poesia. Bom dia!

    ResponderExcluir
  3. Oi Nádia
    Poesia cheia de solidão e amargura, mas logo o sono vem e amanhã será um novo dia cheio de expectativa d'um novo grande amor.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisamos viver os momentos, mesmo os tristes, pra podermos usufruir melhor que felizes vindouros. Bjus Dorli.

      Excluir
  4. Uma poesia que transmite os mais profundos sentimentos da alma, e muito belos, apesar de triste saudade. Lindo final de semana pra ti!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Rose, querida, precisamos também por a tristeza pra fora, não deixar nada nos sufocar. Bjus pra ti.

      Excluir
  5. Belo poema...Espectacular....
    EXÍLIO

    Insônia é tatear travesseiro
    vazio
    Insensatez é chamar nome
    ausente
    Devaneio é segurar mão
    distante
    Desatino é rir da
    saudade
    Insanidade é dizer boa noite a
    ninguém.
    ~Carlucho Vitaliano

    ResponderExcluir
  6. A sua poesia é um bálsamo.... "cheia de encanto e magia".
    Bom fim de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Edu, lindo final de semana pra ti também.

      Excluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos