terça-feira, 23 de abril de 2013

Resto de sonho

Um dia aquele sonho ardente,
Que alimentava meu viver
Esvaneceu, assim, de repente
Trazendo-me de volta o sofrer.

Um dia percebi que era fantasia
Que não batiam nossos corações
No mesmo ritmo, com harmonia e
Juntos sentindo as mesmas emoções.

Vejo agora apenas fragmentos,
Jogados e espalhados pelo chão;
São fotografias, palavras, sentimentos
Restos de sonhos, machucando o coração
                                           

Nádia Santos
São Luis – MA
12/04/13


16 comentários:

  1. Oi,Nádia.

    Lindo e triste,amiga.Vc pede que deixe sua alma mais leve.Pois junte os fragmentos,amiga e recomece seu caminho que é lindo!


    Querida.Sabia que está entre os top comentaristas de meu blog?

    É só olhar à direita!

    Estava lendo os blogs que recomenda.Obrigada por citar o meu.

    Os seus tb estão na categoria "seguidores" de meu blog onde divulgo os amigos.


    A Martha do Blog Ternura Antiga excluiu o dela.

    Notei há semanas atrás,pois ela tb estava nos meus blogs favoritos.

    Vc sabia disso?


    Bem. Vou visitar outros amigos.Hoje vc foi a primeira.


    Beijos e linda semana

    Donetzka

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Done, depois vou lá ver. Sim, sabia da Martha. Bjus querida e volte sempre!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Bom vê-la por aqui Regina, bjus querida e obg.

      Excluir
  3. Restos de sonhos machucando o coração....quem nunca passou por isso amiga, adorei!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos sempre nos machucando com algum sonho desfeito, bjus Pat.

      Excluir
  4. Querida Nádia,
    Os sonhos passam, a vida fica. As lembranças gravam-se no coração.
    Se tudo se derrama no chão e que nada mais faz sentido, resta a saudade. Ela também pode ser boa companheira...
    Maravilhosos versos, Amiga!

    => Crazy 40 Blog
    => MeNiNoSeMJuIz®
    => Pense fora da caixa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Dulce, restam as boas recordações, bjus.

      Excluir
  5. As pontas dos sonhos podem ser cortantes. Lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Ana, obg por comentar e seja bem vida!

      Excluir
  6. Você é bonita e maravilhosamente perfeita "no bom sentido, claro," gosto imenso da sua poesia. Obrigado por este momento lindo, Você consegue enxugar as minhas angústias. Um abraço forte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada por suas gentis palavras Edu. Fico imensamente feliz por poder ser útil de alguma forma. Um abraço pra ti.

      Excluir
  7. Bela poesia...Espectacular....

    Não existem erros

    Os acontecimentos que atraímos para nós, por mais desagradáveis que sejam, são necessários para ensinar o que necessitamos aprender.
    Quando iniciamos a vida, cada um de nós recebe um bloco de mármore e as ferramentas necessárias para converter esse bloco em escultura.
    Podemos arrastá-lo intacto a vida toda...
    Podemos reduzi-lo a cascalho
    Ou podemos dar-lhe uma forma gloriosa..."
    ~Richard Bach

    Cumprimentos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Fernando, tudo que atraímos para nós é resultado de nossas escolhas e precisamos lidar com elas, sendo elas boas ou não. Bjus

      Excluir
  8. Olá! Venho te agradecer pela dedicação e carinho comentando e votando no meu Soneto do concurso "Pena de Ouro", ao qual estou participando. Porém, devido a um imprevisto os votos sumiram, mas já foi resolvido o probleminha da votação e está aberta a votação por mais 10 (dez) dias. Quero pedir que se possível me dedique mais uma vez seu carinho e atenção e volte novamente ao blog e apenas vote para que seja possível esse Concurso. Basta clicar em "Um Soneto em Silêncio e votar". Desde já o meu muito obrigada! Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua poesia é muito bonita Rose, te desejo boa sorte querida. Bjus

      Excluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos