segunda-feira, 11 de março de 2013

Voraz

Voraz... é como tu vens 
Com teu corpo de encontro ao meu, 
Intensamente... voluptuosamente... 
Sem palavras... olhando-me... 
Com teu olhar no meu olhar 
Levando-me para muito além de mim 
Ao fundo do prazer, do meu querer... 
Viajando para outro universo 
Aonde somos uma poesia, 
Quando tu e eu, unidos ardorosamente 
A cada beijo, entre gemidos e ais 
Formamos ardentes e longos versos! 
Voraz e impetuosamente, é quando 
Se apoderas de mim, preenchendo 
Todos os espaço do meu corpo, 
Prendendo-me firmemente e eu, 
Loucamente presa no teu laço 
Misturando teu suor com o meu... 
Enquanto nossas pernas e braços 
Em deliciosos e ardentes conflitos 
Sente chegar a loucura do desejo 
Levando-nos para o infinito!
Nádia Santos 
11/03/13

*Imagem do Google

3 comentários:

  1. Bom dia minha querida poetisa !!!!!
    Sei que o amor nos inspira sempre...mas vc é uma eterna inspiradora,nos traz poemas gigantes com uma grande preciosidade,vejo tão terna e tão voraz em tudo que escreves...
    bjsssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Tem um presentinho e um desafio para você lá no Blog ok...bjim!

    ResponderExcluir
  3. Nádia que belo!que entrega!que descrição sensual e sedutora!
    Voraz mas poderia ser sintonia ou bailado do amor.
    Lindo como já me habituaste,Beijinho

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos