segunda-feira, 11 de março de 2013

País de maravilhas

As vezes penso viver um sonho
Desses, onde fecho os meus olhos
E comando tudo... dos movimentos
Às sensações. Que insisto em mantê-lo
Mesmo sabendo que tenho que acordar...
Talvez por necessidade, por carência,
Não sei ...Mas ficar nesse mundo é cômodo
Pois nele sou feliz. Nele tenho tudo (ou finjo ter)
Emoções e sentimentos que sempre
Desejei sentir, que por tantos anos quis.
Mas não dá para viver sonhando sempre...
A realidade, cruel, está sempre a me chamar
E chega repleta de nuvens escuras, pesadas
Enchendo-me de dúvidas e amarguras
Trazendo tempestades avassaladoras
Devastando e destruindo meus castelos
E que parecem me dizer: Acorda, sai dessa!
A tua realidade não é esta!
Pára de sonhar, pára de fantasiar e tira
Dos teus olhos o véu com o qual o cobriste,
E que te impede de ver o que não queres!
Queria poder viver no meu país de maravilhas
Onde tudo é colorido, é lindo, é felicidade...
Mas esse meu coração é bobo, pode ser
Facilmente enganado, com qualquer afago
Com qualquer palavra melodiosa...
Mas minha alma grita, quer sair 
Dessa fantasia enganosa,
Ela prefere a dura e triste verdade,
Às tantas ilusões mentirosas.
Nádia Santos
10/03/13

*Imagem do Google



13 comentários:

  1. Seu texto é de realidade inigualável, por isso estamos na mesmice de sempre ser enganados por com dessas ilusões.
    Vamos viver mesmo a realidade do agora como diz muito bem no paragrafo final.
    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Oi, Nádia

    Como é bom sonhar e sair d'uma realidade nua e crua e fugir para um mundo imaginário, mas tem que ser por pouco tempo, pois, a vida está aí para ser vivida com toda a intensidade.
    Adorei Nádia
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  3. Nádia,
    Dizem que os artistas precisam viver num mundo que não é o que todos vêm para poder proceder ao processo do acto criativo.
    Sou uma sonhadora! Se enxergo a realidade e continuo a geri-la, nada impede de viver num mundo só meu. Não incomoda ninguém e, se devia prejudicar, seria só a mim! E isso, é a minha escolha!
    Lindos versos, Amiga!

    => Crazy 40 Blog
    => MeNiNoSeMJuIz®
    => Pense fora da caixa

    ResponderExcluir
  4. É verdade, Nádia. O bom é viver a realidade do momento.
    Um ótimo texto reflexivo.
    Abração.

    ResponderExcluir
  5. Nádia, nem sei o que dizer sobre deste post. Já vivi o teor do teu poema. A vida é assim , marcada por fases diversas. Tudo muda, tudo passa; existe alternâncias, a lágrima de hoje é a antecessora do sorriso de amanhã.
    Um abraço. Tenhas uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  6. Oi amiga, encontrei o seu blog e gostei muito, muito lindo, linda postagem.
    Estou seguindo, se quiser conhecer e seguir os meus fique à vontade;
    http://www.arionetorres.blogspot.com.br/
    http://cantinho-dos-baixinhos.blogspot.com.br/
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Nadia, corrigindo errata: eu pensei escrever, mas faltou o vocábulo "teor", nem sei o que dizer sobre o teor deste...
    Um abração.

    ResponderExcluir
  8. Nádia não é pecado sonhar,viver aquela fantasia que sempre imaginamos mas que por vários motivos não a realizamos.
    Que melhor maneira que é estarmos de olhos vendados a viver esse sonho essa fantasia?
    Todos nós sonhamos acordados.
    Adorei,beijinho

    ResponderExcluir
  9. Olá, Nádia!
    Fino! Mergulhante! Convidativo a se libertar das amarras... Abraço! www.beabadosucesso.com.br

    ResponderExcluir
  10. Sonhar é muito bom, traz um equilíbrio para a dura realidade. E momentos em que agradecemos ao acordar para esta realidade por não suportar o pesadelo.
    Mas sonhar é tão bom...

    ResponderExcluir
  11. O sonho nos transporta para um mundo perfeito, mas é na realidade que conseguimos a verdade de alegrias. O sonho nos estimula, mas é na realidade que podemos e devemos buscar sua realização. Bjs.

    ResponderExcluir
  12. escribes lindo lleno de sentimientos , te quedó precioso, besos desde mi brillo del mar

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos