quinta-feira, 14 de março de 2013

O poeta e a poesia


Quando estamos juntas é tão bom...
Posso ser o que eu quiser... Ser criança
Ser jovem, ser adulto... Brinco com o tempo
Esqueço das horas, faço dia ser noite,
Faço de repente surgir a aurora.
Posso ir a qualquer lugar... Caminhar por
Veredas sem fim, seguir a linha do horizonte
Mas se quiser, vou voando tocar o arco-íris
Que termina, lá detrás dos montes.
Posso sentar numa nuvem e ver lindas estrelas
Conversar com a lua e contar pra ela meus
Segredos... Posso chorar, posso sorrir
Que logo depois, vou ver o mar e o vento,
Meu amigo, irá minhas lágrimas enxugar.
Posso ser o canto de um pássaro
O perfume inebriante de uma flor
Posso ser um longo beijo, um ardente
Desejo ou um suspiro de amor
Posso ser luz, escuridão,
A saudade eternizada no coração,
Por um sorriso, que vem com uma recordação...
Quando estamos em sintonia tudo é magia, 
O mundo se encanta, com o poeta e a poesia!
Nádia Santos
São Luis-MA
14/03/13

10 comentários:

  1. Olá, lindo poema, amor, paixão, prazer. Aqui sempre leio palavras reconfortantes.

    Li seu comentário no blog NOTAS E NOTICIAS, e a réplica do autor, não se aborreça, voce tem toda a razão, ele é um louco e fanático crente que entrou para Igreja na esperança de perdões para tantos erros, eu o conheço, foi meu marido por um curto tempo de dois anos, o suficiente para jogar minha vida no lixo.

    sonia. bj.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena que vc teve que passar por isso, mas foi para seu crescimento. E não se preocupe, não perco meu tempo com coisas que nada me acrescentam, tirando a surpresa do momento, log esqueço... não vale a pena fica remoendo. Obrigada por seu carinho, bjus e felicidades.

      Excluir
    2. Nádia, te pedi desculpa, fui mal interpretado. Achei o caminho certo, busquei a Deus e encontrei. A crítica da Sonia tem razão de ser, convivi sim com ela realmente dois anos.

      Quase destruí minha família por causa da mesma. Mas Deus é muito maior do qualquer problema, quando entreguei minha vida nas mãos de DEUS, refiz meu casamento e hoje vivo feliz. Pena que ela não contou para os leitores toda a história, é muito fácil ouvir apenas uma versão.

      Ela continua tentando destruir de novo. Não vai conseguir em Nome de Jesus. Sei que seu blog não é lingar de ficar discutindo esse tipo de problema, infelizmente os leitores tem que tomar conhecimento. Mas uma vez perdão!! Fica a seu critério deletar ou não, nem vou dizer comentário, mas sim uma resposta.

      A paz!

      Excluir
    3. Não estou aqui para julgar comportamento ou relacionamento de A ou B. E quanto ao fato que originou tudo isso, já nem me lembro. Fique na paz e por favor, vamos esquecer este assunto.

      Excluir
  2. Pelas mãos dos poetas conhecemos as quimeras do mundo...viajamos por ele abraçados à beleza de todas as coisas.
    Beijo grande Nádia...pelas viagens que faço na tua poesia.

    Ártemis

    ResponderExcluir
  3. Bom dia doce amiga Nádia, muito bela poesia, você escreve divinamente,Deus te cubra de milhões de inspirações viu?
    Euzinha quero te ler milhões de vezes, se Deus permitir.

    Um abraço, aqui a chuva tá caindo forte! ISSO É PARÁ AMIGA! SE ACABA EM CHUVAS! BJS.

    MARIA MACHADO

    ResponderExcluir
  4. Olá amiga Nádia!

    Adorei o poema. Para se ser poeta tem que se sentir cada palavra, escrever com sentimento e tu falo-o muito bem.
    Parabéns!

    Voltando aos poucos, amiga.

    Beijinhos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Nadia amiga sabia tus letras profundas ciertas el poeta que vuela y sueña te quedó precioso , besos desde mi brillo del mar

    ResponderExcluir
  6. Lindo poema,nossa imaginação é fértil e é tão bom imaginar sonhar viver alguns desses sonhos como se fossem realidade tendo sempre os pés bem acentos no chão para saber regressar à realidade sem se magoar.
    Nádia bom fim de semana,beijinho

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos