quinta-feira, 21 de março de 2013

Hoje eu quero (reedição)


Hoje eu quero
Matar a imensa saudade
Te amar com vontade
Mergulhar neste corpo
Com toda insanidade...
Beijar teus lábios sedentos
Morder tua língua
Ouvir teus gemidos de dor,
Dor que excita e desatina...
Hoje eu quero
Ser toda tua meu amor
Ser tua fêmea e amante
E tu... meu amado senhor!
Numa entrega ardente
De intenso prazer
Morrer por um instante
Para depois... renascer!
Hoje eu quero...
Amanhã...também
E depois de amanhã... ou até
Que dure este sempre... meu bem!
 Nádia Santos
Recife-PE
07/06/11

*Imagem do Google

6 comentários:

  1. Amor, sublime amor, em toda a sua latência!
    Linda, sensual, encantadora e plenamente viva...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Nádia,querer é puder.
    Quadro completo de um belo momento de amor.
    Muita sensualidade e uma entrega total.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Eteno Amor sempre muito tudo e pouco nada ...perfeito n e precioso um beijo Pedro Pugliese

    ResponderExcluir
  4. Oi, Nádia!

    Hoje, é dia de muito querer, porque é SEU DIA, com gritos e ternuras da alma.

    Se celebra o DIA MUNDIAL DA POESIA, então, parabéns pra você.

    VOCÊ É MESMO, POETA.

    Adorei a intensidade dos desejos de seu poema, e que, enquanto dure, seja profundo e verdadeiro.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  5. Belíssimo Nádia, que talento! bjos!

    ResponderExcluir
  6. Hoje eu deixo saudações poéticas neste dia que é o da poesia.
    Um abraço

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos