domingo, 3 de fevereiro de 2013

Véu misterioso



A lua quando surge a noite, 
Vem envolta em um véu misterioso
Que nos encanta e fascina...
Deixa meu corpo ardoroso
E assim me desnudo
Das vestes que me incomodam
Pois meu corpo em gritos mudos
Te chama ardentemente,
Desejando que me ames
Doidamente... intensamente!

Nádia Santos
30/01/13







7 comentários:

  1. Olá!Bom dia!
    Nádia!
    Querida moça
    tem inteira razão...tudo feito a dois, é muito mais gostoso , ainda mais quando a lua desnuda o véu.
    Meu carinho!
    Bom início de semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. um véu de mistério e sensualismo.
    gostei!
    uma boa semana.
    beijo

    ResponderExcluir
  3. Olá seu blog é encantador!Parabéns bjs.

    ResponderExcluir
  4. LUA e seus mistérios... muito lindo poema. Aliás, por aqui é sempre tudo muito poético, muitomágico... muito misterioso.
    Abraços, minha querida!!!

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde, Nádia. Lindo poema embebido de mistérios, calor e paixão.
    Sensibilidade aguçada, nada mais importa.
    Beijos na alma e tenha uma semana de paz!

    ResponderExcluir
  6. Que lindo Nádia gosto demais da forma que escreve.

    ResponderExcluir
  7. Uma dose de mistério da lua com todo o seu sensualismo
    e dessas doses em propulsão nasceu uma belíssima poesia !!!!

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos