sábado, 9 de fevereiro de 2013

Quando estás perto...

Quando estás perto de mim
Quero no meu corpo te amarrar
Quando estou em teus braços
Não quero de ti me afastar!

Quando estás de mim distante
Sinto tua presença intensamente
Pois estás em mim, dentro de mim
Impregnado... profundamente...

Contigo é belo cada amanhecer
Minhas noites são de loucuras
Alegras diariamente meu viver
Essa intensa paixão é minha cura

Quando estás perto de mim
O teu corpo, delicioso, me aquece
Cresce um ardente desejo sem fim
Que me incendeia e enlouquece!

Nádia Santos
09/02/13


4 comentários:

  1. Realmente, é através do simples que surge o elaborado. Acho muito bonito estes contextos brilhantes, mesmo fora da metrica. Que falam deveras da realidade em si, e como a emoção e a comoção se embelezam dentro do corpo extual!

    Meus sinceros parabéns...

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como costumo dizer, escrevo sentimentos e estes são rebeldes, não obedecem a regras. Bjus John e obg!

      Excluir
  2. gosto de versos de amor, o amor nunca poderá ser esquecido, bjs

    http://eubipolarbuscandoapaz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que bela poesia quando estás perto... Amiga Nádia, você é uma poetisa que extrava nos versos é muito criativa é muito boa mesmo escreve com a alma...Você sabe eu adoro te ler, sou apaixonada por tuas paixões escritas.

    Contigo é belo cada amanhecer,pois encontramos um poema teu em nosso cantinho!

    Um abraço

    Maria Machado

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos