segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Encontro

Lembro-me... estávamos distantes...
Pensava que não mais te encontraria
Que nosso encontro não aconteceria;
Porém, a minha alma ainda assim
Escutava sempre o teu chamado
Sabendo que se realizaria, enfim
O nosso encontro já determinado!

Era mútua essa louca certeza!
E mesmo diante da adversidade
Ambos acreditavam nesta verdade;
Sei que sentias a minha aflição
Sei que ouvias o meu clamor
Quando chorando pedia em oração:
Vem pra mim... vem meu amor!

Onde tu estavas eu não sabia...
Mas uma certeza havia no coração
Que estarmos juntos, não tardaria não!
E este encontro pela vida foi marcado
Foi doce, mágico, cheio de emoções
E pela poesia ele foi concretizado
Unindo dois apaixonados corações!
Nádia Santos
28/01/13

*Imagem do Google






3 comentários:

  1. o AMOR é eterno e se sobrepõe as distancias, belíssima poesia de amor, parabéns poetiza, alias sabia que não existe poetiza é tudo poeta independente do sexo !!!

    POETA OU POETISA

    Um linguajar
    Sem explicação lógica
    Embutiram
    Uma explicação sociológica
    Ou sociolingüística
    Esqueceram totalmente
    Da mulher, a mística
    Com bobagens lingüísticas

    Coisa meramente gramatical
    Para tentar diferenciar
    O que é totalmente igual
    Poetisa não é o feminino de poeta
    Poeta é um substantivo uniforme
    Dotado de uma genialidade enorme

    O o ou o a
    São o diferencial
    E vem no iniciar
    Enquanto isto
    Sigamos a poetar

    (Orides Siqueira)


    ResponderExcluir
  2. Ola minha amiga,recebo suas atualizações completas via email e assim as leio por lá, e depois venho para lhe sempre parabenizar pela arte da criação.Sim as adversidades nada podem para o querer e assim ele sobrepõe e faz festa.
    Uma bela poesia da cumplicidade de um amor que supera toda distancia e faz da poesia sua barca para navegar neste mar de encantos.
    Abraços.
    Bjo.

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos