sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Por ti louca

Não preciso de palavras, amor
Pois elas fogem de minha boca
De tanto desejo sinto um ardor
E sabes que estou por ti louca!

Meu corpo entra em convulsão
Se entrega as tuas carícias ardentes
Quando toca-me suave tuas mãos
Ele todo estremece e não mente

Teu olhar tem um brilho fulgente
Que desperta desejos ardentes
E faz minha alma desfalecer...

Nossos corpos se fundem é delírio
Terminando de vez nosso martírio
Entre fantasias que fazem enlouquecer!

Nádia Santos
25/01/13

Imagem do Google

4 comentários:

  1. Não há necessidade de palavras quando se ama.

    Nossos corpos e almas falam por nós.

    Belíssimo poema de amor como sempre,Nádia.

    Feliz semana e bjs

    Donetzka

    ResponderExcluir
  2. A comunicação é perfeita em dois corpos que se ardem.Dispensa palavras... Lindooo soneto Nádia. Bjss

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Nadia querida!
    Adorei começar o dia com seu comentario
    no Espelhando.
    Estou animada sim,pois acredito na força
    das palavras.
    Desejo um otimo segundo mes desse 2013
    pra nós, com otimas postagens
    e muita criatividade na cama
    e fora dela.
    Bjins
    Catiaho Reflexo d'Alma

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos