quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Preciso...












Quando não estás por perto
Na hora que se deslumbra o arrebol
Sou como flor que entristece pendida
Se despedindo dos raios do sol...

Assim como a flor precisa de luz

Para se manter sempre viva
Preciso de todos os teus beijos
Para alimentar minha alma lasciva!

Sou tua flor mergulhada em quimera

Bastando o teu sorriso e teu olhar
Para pensar que todo dia é primavera!

Para viver, a flor precisa de água e calor

Também necessito... de mais um pouco...
Preciso de carinho... preciso do teu amor!


Nádia Santos

São Luis-MA
17/10/12

4 comentários:

  1. Nádia,
    me indentifiquei muito com o teu estilo de escrever.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Obg Elliana querida, volte sempre que quiser, pois tua visita me deixa muito feliz. bjão

    ResponderExcluir
  3. Mais que belo trabalho amiga ...fico feliz em poder ler tudo ...É muito bom pois sempre perfumas o meu coração beijo Pedro Pugliese

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz em causar boa sensações com meus escritos. Bjus

      Excluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos